Burla da Segurança Social

Vivemos tempos difíceis actualmente.

Quem se vê numa situação de desemprego, torna-se alvo fácil às burlas do Estado.

Digo isto por experiência própria e porque o desempregado é tratado como lixo da sociedade hoje em dia.

A Segurança Social está de rastos… há 25 anos atrás existia um código de respeito entre os funcionários públicos referente aos utentes, não prejudicavam quem lhes pagava o ordenado.

Hoje, os funcionários dessa Instituição são exemplo de má educação, falta de sensibilidade, de agressividade e de tentativas de ludibriar os utentes.

Na passada sexta feira, dia 17 de Junho de 2011, dirigi-me à Segurança Social no Porto, na Rua das Doze Casas, depois de, no dia anterior ter contactado o mesmo serviço via telefone, onde as minhas dúvidas não foram esclarecidas e por esse motivo foi indicado que contactasse pessoalmente.

Estou desempregada à 5 meses, recebo pouco mais de 240€ mensalmente, e os meus registos de remunerações mensal foram sempre superior a 500€.

Há 1 ano atrás recebi indevidamente 2 meses porque me disseram que após o meu primeiro desconto no novo trabalho depois de estar a receber o subsidio de desemprego deixaria de receber esse subsidio automaticamente.

Quando retomei novamente o subsidio foi me informado que tinha de reverter esse valor em divida. sem duvidas nenhumas aqui, não questiono.

A minha queixa é:

Como é possível, que após o calculo de várias funcionárias atribuírem um subsidio a um desempregado que vai contra as suas próprias regras?

Passo a explicar, que após 4 meses continuar a receber 240€ quando na realidade deveria receber no mínimo 419,22€.

Ou seja, vim a descobrir que o calculo do meu subsidio de desemprego está errado e contra a lei.

Decidi dirigir-me na sexta feira à Segurança Social onde fiquei escandalizada com tudo o que vi.

Desde as funcionárias se recusarem a auxiliar deficientes visuais, e tratá-los mal, desde recusarem ter uma atitude de função pública, recusarem prestar auxilio a crianças, jovens e idosos, deficientes e todos os que procuram a sua ajuda. Tudo isto em menos de 4 horas de espera. E o agente policial presente é apenas decorativo.

E quando fui atendida, a funcionária, que anteriormente, tinha perdido um utente e andou perdida no meio dos corredores á procura do utente perdido, informou-me de que o meu subsidio estava bem atribuído, e eu perguntei qual era o cálculo para auferir o subsidio e esqueceu-se de mencionar que desempregados que tenham registado remunerações superiores ao IAS(Indexante de Apoios Sociais)têm direito, pela lei em vigor, a um valor mínimo de 419,22€ mensalmente, bem como recusou a fazer novamente o calculo do meu subsidio, umas simples contas para pessoas que são muito bem pagas para o fazer, e curiosamente bem pagas por nós, utentes da segurança social.

(Já agora, não era mais simples pagarem o que pagam a essa senhora a mim, que anda desorientada no meio dos corredores da segurança social, e que a qualidade do seu serviço leva a erros graves e crimes de natureza social e também legal, e me contratam para fazer o que ela faz???? eu sei fazer contas e não sou mal educada, sei utilizar um computador além de jogar cartas e aceder a perfil do facebook… sei lá, o facto de ser mais jovem que essa senhora, tenho mais energia e vontade de trabalhar do que ela…não seria uma melhor contratação?

A Segurança Social deixava de me pagar o desemprego, era menos um numero e a senhora podia ir reformada para casa descansar…)

Por isso, e após ter feito uma reclamação escrita no local, aqui online e em mais uns quantos organismos de comunicação social, preparo-me para avançar com um advogado e que visto ser desempregada e sem rendimentos extras, vou solicitar apoio judiciário ao Estado pois é uma vergonha o que estão a fazer não só a mim mas como a vários desempregados, que até aqui nunca questionaram… e se questionarem encontram a burla de milhões de euros que a segurança social tem vindo a aplicar aos desempregados, e quebrando as suas próprias regras vem vindo a prejudicar o povo que precisa de se alimentar…sim porque com 240 € mês eu só consigo pagar 20 refeições por mês e as outras espero que nas entrevistas que vou não reparem que passo fome e me contratem mesmo com a roupa rota e sapatos gastos…

By: ASantos

2 pensamentos em “Burla da Segurança Social”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *