Charcutaria Amorim Burlão Leitão

MOTIVO:
– Recusa de Apresentação de Livro de Reclamações (apenas foi possível efectuar reclamação do Livro após presença da PSP);
– Não afixação em local visível dos elementos obrigatórios por lei (identificação do fornecedor de serviços);
– Burla, difamação e calúnia.

DESCRIÇÃO (Semelhante à apresentada em Livro de Reclamações):

João Gualdrapa (meu pai), encomendou para dia 24 de Dez. 2011, dois LEITÕES DA BAIRRADA, cujo custo totalizou 180€.

Quando da encomenda, frisou que a família conhecia bem, o que era leitão da Bairrada pois é apreciadora, e que era LEITÃO DA BAIRRADA que queria e não “imitações”.

Um dos leitões, quando posto na mesa da família, foi logo identificado como não sendo da Bairrada: ausência da cor amarelo ouro característica, ausência do estaladiço, falta de lombos, carne escura e mole e além disso dúbias condições de conservação…

Não era da Bairrada, nem sequer de Negrais. Na etiqueta do molho verificamos à posteriori a inscrição “molho à bairrada”.

Em contacto telefónico com a empresa intermediária “Leitão Sorridente” do Sobral e Monte Agraço, foi confirmado o que já se suspeitava, ou seja, o leitão em questão não é da Bairrada, e essa empresa apenas os confecciona “à moda da Bairrada” ou “à moda de Negrais” e não possui bácoros da Bairrada.

Portanto, apesar do cliente ter frisado insistentemente que queria Leitão da Bairrada, não lhe foi dito que tal não vendiam, pagou como tal (uma vez o valor pago ser semelhante aos mesmos 7kg (3,5+3,5) de leitão noutras casas) e foi-lhe vendido “gato por lebre”.

Além da ausência deliberada da informação poder constituir burla, estragou o almoço do dia de Natal.

Hoje, aquando da deslocação à loja (Charcutaria Amorim) para devolução do leitão e tentar uma resolução amigável para a situação verifiquei a existência de um letreiro “Leitão à Bairrada”, que não existia no dia da compra.

Na tentativa de resolução da situação fui ainda difamada e caluniada perante o pequeno aglomerado de pessoas que os proprietários da loja trataram de convocar (comerciantes vizinhos) para lhes darem apoio.

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


Deixa um comentário