DECO – Incompetência total

Eu era Sócia da Deco, mas das três vezes que precisei da ajuda deles alegaram sempre desculpas até que acabavam por dizer que não era da competência deles. Uma das ajudas era precisamente por conflito de consumo.

Nas revistas enviadas mensalmente a informarem que resolveram isto e aquilo é tudo tretas.

Acabei por anular a inscrição de sócia, e nem quero ouvir falar da Deco.

By: Maria

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


2 Comentários para “DECO – Incompetência total”

  1. Albina diz:

    Exatamente o mesmo que eu penso da Deco. Era sócia deles, até precisar de ajuda. Uma empresa tinha-me instalado gás natural usando a tubagem de gás já existente na casa (para gás butano), mas, no contrato, dizia que a instalação era nova. Passados meses e depois da vinda de técnicos, verificou-se que a empresa tinha feito asneira e que teria de fazer uma instalação nova de gás. Mas queria que eu a pagasse (já tinha pago a instalação da 1ª vez). Pedi ajuda à Deco. Do outro lado, a senhora, muito compreensiva e preocupada “A senhora está em perigo. A canalização de gás butano não dá para gás natural. Isso é perigoso. A senhora tem de reclamar com a empresa.” E ajudar-me a fazê-lo? Tive de me desenrascar. É que já tinha reclamado com a empresa e ela recusava-se a corrigir o erro. Lá me desenrasquei sozinha.

  2. AguiAzul diz:

    Boas. O que a Sr,ª se queixa acontece a muitas pessoas, a DECO apenas defende sócios, e destes os mais endinheirados e famosos, está-se a lixar para quem na realidade pouco tem a quem recorrer, querendo apenas o financiamento de doutorados que não conseguem em mais nenhum local, colocação ou trabalho, depois tentam, com a grande ajuda da comunicação social, se auto promoverem até encontrarem outro “tacho”. O meu exemplo foi o seguinte: Em 2000 assinei contrato com a telepac (da PT) para ter Internet com 128/512, depois passaram-me para o SAPO (também PT), porque não sendo uma empresa não podia ter telepac, o sapo deu-me 128/1024, depois 256/2048, depois mais uma vez de forma automática migrou-me para os 4 megas, depois os 8 e foi aqui que começou os problemas, estávamos em 2004, houve um boom nos acessos à net, e o serviço de péssima qualidade que a PT vende começou a dar problemas, mesmo assim queriam-me migrar (mais uma vez gratuitamente) para os 12 megas, então, como me queixei muito, pagava 30 ou 31 dias de net, mas tinha sinal apenas alguns dias por mês, e sempre depois das 2 ou 3 da manhã até às 14 ou 15 horas, fora deste horário nem a via, então, foram-me baixando a velocidade dos 12 para os 8 e cobraram 25 euros, depois dos 8 para os 4 e mais 25€, depois para os 2, e no final para os famosos 1024, cada downgrade custava-se 25€ na factura, disseram-me que não podiam fazer a descida logo dos 12 megas para o 1 mega, passadas 2 semanas de estar em 1 mega, os problemas voltaram, então fui obrigado a ir para os 128/512 que tinha inicialmente contraatado com a telepac, ous eja, com os golutões da PT, esta aventura dos herois PT, custou-me 125€ além dos 49.90€ que pagava todos os meses, só da Internet, esta epoca a net ainda era cara, porque depois acrescia-se 15€ do aluguer da linha e mais 3 do aluguer do telefone, mesmo o que eu comprei num aloja da PT e pelo qual paguei 99€ numa campanha, finalmente chateio-me, recorri a todas as instituições que eu julgava publicas, para me resolver o caso, e a resposta foi não é nossa competência, assim sendo, em ultimo recurso recorro à DECO da qual era sócios à uns 3 anos, sem que lhes desse qualquer trabalho, recebo por fim, passados quase 6 meses e depois de diversos email’s (mesmo muitos, por fim já era um de manhã e outro à noite, só para chatear), a celebre resposta, o Sr, referia-se a mim suponho, não lhe parece que a PT sendo uma grande empresa multinacional, não poderá ser colocada em causa a sua honestidade empresarial e/ou comercial, assim como a qualidade que o serviço que prestam, único em Portugal, deve ser usado como alvo de criticas. O Sr, acho que continuavam a referir-se a mim, é que deve ser um cliente muito exigente, e não tendo qualquer profissão que justifique um acesso à net 24 horas por dia, não o deverá exigir muito menos aimplicar com quem lhe presta o serviço. (A conversa foi mais ou menos isto, não consigo transcrever exactamente as 10 ou 12 linhas que a deco me enviou, mas se fosse necessário até poderia “scanar” o texto que imprimi na altura. Depois disto deixei de ser sócio da DECO, assim como da PT, não paguei os 125€ que me exigiram, e passados quase 4 anos, foi-me dada razão por uma das instâncias competentes. Deco nunca mais, recuso como SPAM todos os email’s promocionais que me mandam sem que eu os tenha subscrito, como é possível estes senhores fazerem a publicidade que tanto criticam, não me parece uma entidade particular minimamente credivel, e não sei como nem porque é que os órgãos de comunicação social continuam a dar tanta relevância a estes senhores. Ainda sobre a net, depois de rescindir uni-lateralmente com a PT, subscrevi um serviço de net com a Interacesso/Simplesnet que funcionou a 100% nos restantes 8 anos, sendo que desde que a PT os comprou, o péssimo serviço esteve de regresso, agora cortei definitivamente com os fios, serviço de net com a Optimus via GSM / UMTS e até agora (6 meses) tem estado bom.

Deixa um comentário