Elsa Ferreira Reis – Psicologa Clínica do Hospital Pulido Valente

Venho por este meio, apresentar uma reclamação que mais não fará que fazer-vos rir, no entanto não quero deixar de a expor.

Há algum tempo descobri que o meu companheiro trocava mensagens e telefonemas com a Psicologa Elsa Reis, para o seu telefone 966 765 740.

Confrontei-os, o meu companheiro prometeu não voltar a comunicar-se com a Psicologa Elsa Reis, mas venho a verificar poucos dias depois que a comunicação tinha retomado, por sua iniciativa e sendo de seu conhecimento que nos encontrávamos de férias em família.

Sendo a Psicologa Elsa Ferreira Reis especialista em doenças infecciosas como o HIV/Sida, é difícil de compreender que pretenda continuar numa relação extraconjugal.

É de conhecimento geral que o HIV e demais doenças sexuais, facilmente se transmitem em relações promiscuas.

Sendo assim, considero-me no direito de apresentar esta reclamação dado que a conduta da Psicologa Elsa Ferreira Reis não se coaduna com o correcto desempenho das suas funções e existe claramente promiscuidade entre a médica e o seu “paciente” do Catujal.

Não tenho qualquer tipo de pudor em apresentar esta reclamação porque sinto que a minha intimidade foi violada pelo meu companheiro e pela médica “especialista na matéria”.

Em breve irei realizar exames médicos e se for detectada alguma doença infecciosa apresentarei queixa crime dos dois.

By: Concha

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


2 Comentários para “Elsa Ferreira Reis – Psicologa Clínica do Hospital Pulido Valente”

  1. joão salsa diz:

    Desculpem-me, mas só a realidade poderá ser “fiel” aos factos, no entanto nada do que é mencionado neste post merece consideração. 916879374 este é o meu móvel, e não tenho pudor em divulgá-lo.
    Cordiais Cumprimentos
    João Luís Salsa
    (Assist. Técnico)

  2. Carla Pereira diz:

    Que triste expôr, desta forma, a sua e a intimidade do seu companheiro. Mais triste, ainda, é divulgar o nome da terceira pessoa envolvida num caso que deveria cingir-se à esfera privada. Denoto, apenas, despeito, raiva e necessidade de vingança e sinto comiseração por si. É certo que a conduta da senhora não será a mais correta mas esse facto apenas a si, ao seu companheiro e à dita senhora diz respeito. Nem eu nem nenhum dos leitores deste site temos qualquer interesse nos seus problemas conjugais. Desejo-lhe boa sorte na resolução deste caso.

Deixa um comentário