Enfermeira Patricia do Hospital dos Capuchos

Hospital dos Capuchos, Lisboa – Medicina 3. 2 (Mulheres)

Após ter estado 10 dias internada c/ uma infecção urinária, a minha Mãe, ainda sem equilibrío, levantou-se da cama e caíu…

Eu tinha acabado de chegar por volta das 19h à enfermaría, e ví a minha Mãe no chão da mesma, com a fralda pelos joelhos e a tremer, resultado da referida queda e também porque estava suja de cocó.

A minha reacção foi imediatamente levantá-la e sentá-la na respectiva cama, acalmei-a, beijei-a e disse-lhe para não se preocupar, porque apenas tinha acontecido um acidente sem gravidade e de seguida iria pedir ajuda a uma Auxiliar para limpar o referido cócó do chão e mudar a roupa á minha Mãe, quando para ESPANTO MEU, a minha Mãe disse-me que a enfermeira a tinha visto no chão e que lhe tinha dito -” se teve pernas para andar, agora também as têm para se levantar”.

Ao ouvir isto, dirigí-me onde estão os Enfermeiros, e falei com o Enfermeiro que lá estava, o qual disse-me que nada sabía, e ao saír, reparei numa enfermeira a falar com familiares de outro doente, noutra Enfermaría.

Entretanto, passados já uns 5 mnts, a Auxiliar começou a limpar o chão e a enfermeira em causa apareceu.

Nesse momento perguntei-lhe se realmente o que acima referí tinha acontecido, ao que a mesma respondeu – ” não tenho nem sou obrigada a levantar nenhum doente, aliás nem o conseguía sózinha, de forma que fuí pedir ajuda”.

A ARROGÃNCIA na forma como respondeu, e o facto de não ter negado o que a minha Mãe me tinha dito, leva-me a concluir que a ENFERMEIRA PATRICIA da Med 3.2 do HOSPITAL dos CAPUCHOS desconhece que TODOS OS DOENTES DEVEM SER TRATADOS COM DIGNIDADE E RESPEITO.

O modo DESAFIADOR que ainda disse que era a palavra da minha Mãe contra a dela leva-me a apresentar queixa da mesma Enfermeira junto da Administração Hospitalar, bem como no respectivo Serviço, porque julgo que a ENFERMEIRA PATRICÍA É A VERGONHA DO NOSSO SERVIÇO DE SAÚDE.

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


1 Comentário para “Enfermeira Patricia do Hospital dos Capuchos”

  1. Verónica Simões diz:

    Sou enfermeira, com 24 anos e no desemprego e sinto vergonha dessa suposta enfermeira … fez muito bem em denunciar!

Deixa um comentário