GHV – Grupo Hospital Veterinário de Almada

Venho desta forma, apresentar uma reclamação / queixa e descontentamento, em nome de Eudardo Peres. Que mesmo que não venha a ter qualquer efeito legal, pretende que fique registado e que sirva de alerta para outras pessoas que possam estar na mesma situação ou para que não venham a passar por isso.

CASO de Eduardo Peres:
Após detectar que o meu gato, de nome Kzar, respirava com dificuldade e não sendo profissional de medicina veterinária fui por isso, procurar ajuda profissional.

Para tal, dirigi-me à clínica veterinária AMORAVET, situada na morada: Rua Rodrigues Lapa, 14-B – R/C – Qta. do Batateiro ATALAIA – 2845-132 AMORA, que tem ligação ao GHVA – Grupo Hospital Veterinário de Almada.

Dirigi-me a esta clínica, porque devido à minha profissão não me sobra muito tempo para andar de um lado para o outro e sendo perto da minha residência pareceu-me a melhor opção, para conjugar o tratamento do meu gato com a minha disponibilidade para conseguir assim tratar dos assuntos referentes ao mesmo.

Embora já lá tenha colocado outros gatos e não ter boas recordações desta mesma clínica, resolvi tentar novamente pelas razões acima referidas, na esperança que desta vez tudo corre-se como deveria correr.

Com o caso do Kzar, vim infelizmente a confirmar aquilo que me tinha acontecido nos anteriores casos, ou seja, a única coisa que importa para este hospital não são os animais, mas sim, os valores exorbitantes que podem conseguir dos donos dos mesmos.

Tudo começa com a ida à 1ª consulta após detectar que o gato está com um problema de saúde. Paga-se consulta e exames (que podem ir de 30€ a 60/70€) para descobrir qual o problema para depois tratar. Até aí tudo normal, paga-se e depois passaremos ao que haverá a fazer.

DESCOBERTO o problema, explicam-me o que é e que para o RESOLVER, tem de se operar o gato, onde o mesmo até poderia vir a falecer. Pedi-lhes valores para saber com o que poderia contar e me orientar nas minhas contas. Então eles apresentam-me um ORÇAMENTO, (sem me dar qualquer documento comprovativo do mesmo) em que me dizem apenas os seguintes dados: Operação fica entre os 250€/300€ e anestesia são 30€, que têm de ser pagos já. Sem grandes hipóteses e na esperança que o gato sobrevivendo à operação ficaria bom. Aceito e autorizo a operação.

Devo dizer que pelo valor dado, a pessoa até não se assusta muito, aceita logo e deixa lá o animal sem sequer hesitar, o que nos faz até pensar que já que o gato lá está nem vale a pena demorar mais tempo e procurar noutro lado outros valores ou segundas opiniões.

Os valores dados de inicio são feitos de tal forma que no meu caso considerei um verdadeiro “engodo” fazendo-me deixar e ir lá deixando o meu gato Kzar.

A forma como fazem para se ir deixando lá o animal a fazer coisas atrás de coisas sem recusarmos:
GARANTEM-nos um valor de inicio, OMITINDO o verdadeiro valor, ou até onde este pode chegar, ou seja, dizem apenas o essencial.

Quando lá aparecemos preparados para pagar o que temos em divida, apresentam-nos contas que por incrível que pareça, eram sempre o dobro ou triplo do que nos tinham apresentado (muitas vezes apresentado no dia antetior) e falo de valores nunca abaixo do 70€.
De dia para dia, cada vez que telefonavam cobravam valores atrás de valores, ao que respondia: “então, mas eu paguei ontem 60€ e hoje estão a pedir-me mais 70€? O que mudou de hoje para ontem, de há 3 dias para hoje?”

Como não percebo nada de medicina veterinária, lá me iam justificando as imensas coisas que supostamente aplicavam ao ou faziam ao gato.

O Kzar foi forte e sobreviveu à operação, depois da qual, quando estáva a pagar dizem-me que na mesma encontraram outra coisa no KZAR e que precisam fazer exames a isso para o poderem curar (mais 60/70€), autorizei.

(ATENÇÃO: Sem pagamentos, não realizam nem avançam com nada, mesmo que o animal precise.)

Levo o gato para casa até terem os resultados, desse último exame que supostamente seria conclusivo. O gato na 3ª noite em casa passa mal, telefono para as urgências deste hospital (onde foi operado) para saber se o devo levar logo para lá pois estáva com receio que não aguentásse até ao dia seguinte. A 1ª coisas me dizem: “Se trouxer o animal agora aqui vou cobrar a consulta de urgência.” (Olhem o interesse no estado de um naimal que foi lá operado?) O Kzar aguenta até ao dia seguinte.

Chegado à consulta, tenho “boas noticias”. Decobriram o que causa o problema no Kzar (que pelos visto nem tinha a ver com o que foi operado) e que começando os devidos cuidados e tratamentos ficará bom.
Peço os valores verdadeiros e dizem-me: 65.30€ (1a coisa para a drenagem do liquido causado por 2as bactérias) 2.50€ para o medicamento injectável, pagos nesse mesmo dia. Diária: 2.50€ medicamento, 2.50€ comida, 7.50€ se fosse outra coisa qualquer, 20/30€ anestesia (mas que em atenção a já termos tido lá outros animais, iam ver o que podiam fazer para não se pagar muita coisa). Estáva mesmo a contar que após isto o KZAR ia ficar bom, pois tinham encontrado o problema.

Uma semana depois, vou lá pagar mais 73.??€ pelas diárias ou internamento (já nem sei) e paguei.

Dois dias depois pedem-me para lá ir e apresentam mais uma conta de 144.??€. falam-me que talvez o melhor fosse dar 1a INJECÇÃO ao KZar para o fazer “dormir”… Nesse mesmo dia, ao final da tarde quando lá vou novamente para discutir as contas e saber o verdadeiro estado do meu gato KZAR e depois de muito me enervar… dão-me a noticia: “o KZAR, faleceu.”

Perguntei: “faleceu de quê?”
Resposta: “Não sabemos ao certo.”
Paguei não sei para quê e pelos vistos eles também não.

Sei que não vou ganhar compensações de género algum relatando aqui o meu caso e o meu KZAR, já morreu mesmo.
Portanto nem estou aqui para ele ter um tratamento melhor.

Apenas relatei o caso, pelas razões referidas de inicio, para declarar a minha revolta, para que esta instituição seja penalizada de alguma forma pela sua falta de clareza em todos os aspectos e para que de alguma forma em memória do Kzar ajudar outros animais a não caírem nas “garras” deste hospital, onde só conta o dinheiro.

Espero mesmo que as entidades referentes a estes assuntos, venham a inspeccionar tudo o que eles fazem. Pois algo se passa neste hospital e não é bom.

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


17 Comentários para “GHV – Grupo Hospital Veterinário de Almada”

  1. Eu Mesma diz:

    A todos os que são vergonhosa e descaradamente enganados por esses Senhores do Hospital Veterinário de Almada – Actualemnte Grupo Hospila eterinário de Almada, que sucessivamente vão “alterando DENOMINAÇÔA LEAL DE MODOS A QUE NÂO POSSAM SER ” localizados, para que saibam que apenas cobram e recebm em dinheiro “vivo” vá-se lá saber porqê ou via Multibanco, antecipadamente e na “hora”, que não conheço, animal que entre vido e doente e não sai morto. Que são descortezes, com falta de urbanidade para com os utentes Hunanos que lhe pagam, nesse dito Novo Hospital da Sobreda, não sei de deixam visitar os animais, enquanto funcionou numa sobre loja no Centro de Almada, não permitiam, ou permitam quando lhe interessava. Que cobram consultas pós morte, não discriminal facturas. Ah! e na data de 2010/2111, dispunham de “seguranças privados” para os utentes menos submissos. Neste momento há processos a decorrer em Tribunal contra esse Hospital Veterinário de ALmada e, caso queram saber a directóra Ténica do mesmo ESTEVE SUSPENSA DO EXERCICIO DE FUNÇÕES” por Decisão Judicail, Esse HOSPITAL FOI INSPECIONADO PELO PRÓPRIO MINISTÈRIO PUBLICO DO TRIBUNAL JUDICAL DO TRIBUNAL DE ALMADA – A senhora DIRECTORA TÈCNICA ERA À data a Senhora Doutora ANA PAULA DA CONCEIÇÃO ABREU. é só Consultar o DIARIO DA REPUBLICA. – PUBLICAÇÂO OFICIAL. Vejam se essa Senhora Doutora ainda é Directora Técnica do Hospital Veterinário de Almada ou de Qulaquer outro do GRUPO ou se é a Representante dessa “nobre instituição”, resguarda-se em lugar mais recatado e recêndito. E a titulo experimental tenten-lhe pedir qualquer satisfação, Sugiro a titulo de cautela que se façam acompanhar de serviço da G.N.R. ou da Polícia de Segurança Publica, pois provavelmente assitirão a uma séria de telefnemas dirigidos pelo Serviço de Secrtretariado ao “GRUPO DE SEGURANÇA PRIVADO DO HOSPITAL VETERINÁRIO DE ALMADA”.

    Aqui fica a sugestão e o conselho, SALVEM OS ANIMAIS DAS “GARRAS DESTE HOSPITAL”.

    AFinal nem todos são iguais.

  2. Fernando vidigal diz:

    O problema desta denúncia é que é irrelevante. Porque? Porque não é só esta clínica, TUDO em Portugal é pior que no 5º Mundo, e se é assim para humanos…quando estamos a falar de animais é lógico que consegue incrivelmeste ser ainda pior.

  3. carla diz:

    concordo contigo andrea acho que são todos uma cambada de chulos que só querem dinheiro e cuidar dos animais nada, ainda bem que aqui na minha zona só há GRANDES CLICICAS VETERINARIAS, complectamente 5* onde a saude do animal está sempre em 1º lugar é obvio que ninguem trabalha de borla mas eles aqui se nao tiveres como pagar podes ir pagando a prestações nao é por nao teres dinheiro que o animal ficará a morrer, e por isso digo esses ditos hospitais de grande nivel nao “chegam aos calcanhares” destas pequenas clinicas, são todos uma cabada de chulos e charlatões, que só veem euros á frente….e depois cobram montes de coisas que ninguem tem a certeza que o bichano teve acesso a esses tratamentos…

  4. Ana diz:

    Presto aqui a minha solidariedade a todos os donos que perderam aqui os seus animais. A minha gata por pouco perdia a vida neste Hospital. Tenho no entanto conhecimento e um gatinho que logo após a esterilização ficou doente, acabando por morrer no espaço de uma semana.

  5. Anónimo diz:

    Será mera coincidência que as únicas pessoas que defendem o afamado hospital têm os mesmos nomes dos médicos que lá trabalham??? E esta hein?

  6. Mafalda diz:

    Venho prestar a minha solidariedade a todos os donos que perderam os seus animais de estimação e que se sentem no mínimo revoltados com a falta de esclarecimentos prestados pelos médicos veterinários.
    O meu gorducho faleceu este fim-de-semana após 2 semanas de tratamentos e exames que não conseguem justificar o motivo da sua morte.
    Sempre que nos dirigimos à Clínica (quer nas horas de visita ou nas consultas de “rotina”), o bichinho manifestava uma infecção urinária que precisava de ser tratada e assim foi… exames foram feitos, analises também, alterações na ração… não foi negado nenhum exame que a clínica recomendou fazer.
    Esteve quase uma semana internado e quando teve finalmente alta morreu em casa passados 3 dias… se neste momento a tristeza é grande a revolta está a tornar-se cada vez maior, uma vez que quando falei com o veterinário a dizer que o bichinho tinha morrido a única resposta que me conseguiram dar foi que não estavam à espera deste desfecho, mas não me deram nenhuma justificação para o bichinho ter acabado por falecer.
    Nem ponho em causa os valores que foram pagos… uma vez que daria tudo o que tenho se isso fizesse com que o meu bichano ainda estivesse aqui comigo!

    • Andrea diz:

      Sei o q sente. A situação só por si já é má. O facto d nunca terem explicação p o sucedido e sabendo que sofreram uma data tratamentos e q d nada serviram, faz com que doa muito mais. Os meus pêsames pela sua perda.

  7. Paulo diz:

    Antes de mais, também fica aqui uma dúvida:
    Em que clínica veterinária ou pet-shop trabalha a Andreia? Quanto recebe de comissão? Se querem que lhes diga, existe muito médico veterinário ou se calhar “aprendizes de feiticeiros” com pseudo-clínicas sem as mínimas condições de higiene e qualidade, onde os animais não têm acompanhamento 24 horas, ficando estes sozinhos e votados à sua sorte no período da noite. Essas mesmas pseudo-clínicas não têm onde se agarrar, não fazem por melhorar a qualidade do atendimento prestado e como tal surje a frustração que é canalizada sob a forma de inveja para com o Hospital Veterinário de Almada. No meu ver este é um hospital líder a nível nacional e internacional, não apenas pela inovação, mas também pelo profissionalismo técnico e humano demostrado por toda a equipa sem excepção 24 horas por dia! Existe muita competição, é certo e saudável, no entanto deixa de ser saudável quando são aplicados golpes baixos e sujos nas inúmeras tentativas frustradas de derrubar a inabalavel credibilidade do Hospital Veterinário de Almada! Canalizem essas energias negativas e essa competição desmedida para algo útil para a sociedade! Só para terem uma noção, deixo aqui um exemplo… Na Guarda a 400 e tal Km de distancia quando a cadela dos meus pais teve um acidente por queda e partiu uma patinha, recomendaram-lhe o HVA! Já agora… Andreia, aconselho-a a ler livros sobre ética, o seu próprio coração e o restante código deontológico e procure neles as palavras e o significado de abandono e humanidade! Quanto ao HVA, muito bem representado pela Dra. Paula e pela sua equipa, fazemos votos para que continue as suas boas práticas! Bem hajam! O povo é sereno…não reda pé!

    • Andrea diz:

      Se tivesse lido na realidade a queixa, todos os comentários e principalmente o (do Sr. Ricardo) pelo menos sempre pareceria um simples cidadão contente c a clínica, mas denota-se tanto no seu comentário como no anterior que são encomendados. Portanto, já nem me vou dar mais ao trabalho de responder. O q é certo é que num universo de 100% ainda ninguém me disse bem da clínica a não ser quem vem cá defendê-la. É deveras interessante, só ter conhecimento d maus casos. Se n são encomendados, então tenho d congratulá-los. Pois tiveram bem mais sorte que TODOS os outros. Mas acho q a amizade deve ser defendida acima d tudo e se for o caso de terem mesmo ficado contentes com o trabalho da clínica, então… Parabéns e ainda bem que há pessoas contentes, caso contrário… já teriam fechado. Verdade, é q são o únicos de que tenho conhecimento de terem ficado tão contentes c os serviços. Mas… bom para vocês e respectivos animais.

  8. Ricardo diz:

    Boa tarde isto é vergonhoso, eu sou cliente do Hospital o meu gato estava nessa altura do kzar, lembro dos veterinários ate cume tarem que os senhores não iam ver o gato, eu ate pensava que o gato era de lá no inicio porque o meu teve lá 2 semanas eu estava lá sempre no horário da hora de visita e da parte do kzar nunca estava lá neguem, realmente só neste pais, as pessoas quando chegam a parte do pagar é isto meu deus que tristeza, se forem a um hospital privado podem ter a certeza que pagam isto ou muito mais porque e nem se queixam como aqui. São veterinários já é esta vergonha, se eu manda se metia um processo nesta brincadeira por esta mentiras todas , tenham vergonha !!!

    • Andrea diz:

      Talvez este comentário seja d de alguém da instituição, mas n vamos especular… certo!? N q me apeteça mt, pq já nada há a fazer, mas n sou d ficar sem dar respost. Portanto cá vai.
      O Kzar, NÃO morreu por FALTA de visitas (antes o mal dele tivesse sido só esse) e sim por diagnósticos/tratamentos e afins q de tanta volta darem, não deram em nada… (ou talvez tenham dado no resultado q deu!)
      Acho bem q se defendam os locais d trabalho ou amigos… mas também acho que se tem 1 animal d estimação só lhe posso mm desejar q n aconteça nem 1 terço do q aconteceu ao Kzar e q n pague 1 dia, pela língua.
      O q ainda tem mais “piada” é q o excesso d honorários, n nos aconteceu apenas c o Kzar, mas tb c outros gatos q lá colocamos e com outros animais d pessoas q conhecemos, q tb lá os deixaram p ser tratados e q tiveram problemas idênticos e q graças a Deus, nem todos acabaram em morte (que foi a “sorte maldita” do Kzar).
      Acho mm que só deve ter lido na diagonal o texto sobre o acontecido, ou então só lhe contaram uma historiazeca da qual tomou automaticamente partido sem apurar factos. Em todo o caso, estamos numa democracia e cada 1 toma o partido que quer, q mais lhe convém ou ordenaram.
      Espero que, se esta resposta n servir p mais nada, q sirva pelo menos p n se sentir ignorado.

    • Mariana diz:

      Para min vergonhoso para o hospital é sermos testemunhas de alguns casos obscuros os quais envolvem os animais de estimação de algumas pessoas que depois do internamento, morrem. Não se sabe nunca o porquê. E posso dizer ainda que além desses, existem relatos de que nesse hospital estão mais interessados em “chupar” dinheiro do que propriamente nos animais, nomeadamente em “funerais”. Não sei porque já se ouviu falar que a dona desse hospital será uma carniceira!?

  9. Andrea diz:

    Não trabalho pro bono e se percebesse português teria percebido que o objecto desta queixa, não são os veterinário em geral, mas sim os “veterinários” e “directores(as)” desta clinica. Portanto se lhe serviu o chapéu, é pq eventualmente até trabalha para esta “maravihosa” clinica de fazer dinheiro.

  10. vetsemguita diz:

    Ainda bem que você trabalha pro bono concerteza. Isto porque parece que para si um médico veterinário não tem direito a ganhar o seu sustento. Eles e as suas famílias vivem do ar e das boas intenções dos donos… Ou do amor pelos animais… As pessoas vão ao médico onde são tratadas abaixo de cão e não reclamam… Com os vets, que dispensam tratamentos muito superiores em cortesia e preocupação é sempre um ai jesus! Haja paciência…

    • Andrea diz:

      Não trabalho pro bono e se percebesse português teria percebido que o objecto desta queixa, não são os veterinário em geral, mas sim os “veterinários” e “directores(as)” desta clinica. Portanto se lhe serviu o chapéu, é pq eventualmente até trabalha para esta “maravihosa” clinica de fazer dinheiro.

  11. Andrea diz:

    Boa tarde Rafael.
    Em termos legais, não lhe sei dar respostas. Mas acho que ética e moralmente e porque supostamente esta gente – que se auto-intitula veterinários(as) – deveriam gostar de animais, deveriam ser os primeiros a querer resolver o problema do mesmo. Mas como só vêem dinheiro à frente, vão fazer tudo por tudo para continuar a cobrar e eventualmente (se lhes apetecer) resolver o problema. Apenas lhe digo, que se tiver alguém com conhecimentos sobre leis e afins, recorra ao mesmo porque eles vão argumanetar tudo e mais alguma coisa para continuar a “chupar” dinheiro.
    Sinceros cumprimentos e boa sorte.

  12. Andrea diz:

    Para este hospital, só tenho a dizer isto:

    Código Deontológico da Ordem dos Médicos Veterinários:
    Artigo 50º.
    b) Cobrar honorários de prestação de serviços não necessários ou excessivos;

    Espero que percebam no que incorrem.

Deixa um comentário