As mentiras da Axa e da Liberty Seguros

Venho por este meio alertar para o cuidado a ter com estas duas Companhias de Seguros e as mentiras dos seus colaboradores.

Após participação de acidente de viação à Axa, ocorrido a 7/11/2010, a mesma enviou carta com a decisão que a responsabilidade do mesmo era do outro interveniente que era segurado da Liberty.

Como o outro interveniente nada participou à sua companhia, foi feita participação à Liberty a qual abriu um processo IDS Devedor e informou que assumia a responsabilidade a 100% do sinistro.

Posteriormente, a Axa informou que reanalisou o processo e decidiu atribuir 50% para cada uma das partes. Inquirido um funcionário do balcão do Porto, o mesmo informou que essa reanalise foi motivada por uma contestação do outro interveniente por não concordar com a decisão, informação essa contrariada pela linha de apoio que me mandou perguntar a esse senhor onde ele tinha ido desencantar essa informação pois nada constava no processo sobre qualquer contestação.

logo-axa

Uma vez que a Axa não aceitou o processo pela via IDS, a Liberty abriu novo processo este de gestão tradicional no dia 19/1 após contacto com a linha de apoio no qual mais uma vez a colaboradora informou que assumiam a responsabilidade a 100%.

logo liberty seguros

Após conclusão deste processo, viraram completamente a informação que até então tinham dado e rejeitaram toda e qualquer responsabilidade do acidente, com a justificação falsa e absurda de que efectuava uma mudança de fila de transito, quando todas as provas documentais e testemunhas apresentadas  demonstram que ambas as viaturas viravam à direita, tendo o outro interveniente saída da traseira, e ao ultrapassar pela direita provocou a colisão. De referir que o outro interveniente não comunicou o acidente à sua Companhia como é de lei.

Contestei para a linha de apoio tendo mais uma vez explicado o acidente e dizendo que era falso o argumento utilizado para se limparem da responsabilidade e para cumulo, a funcionária da linha de apoio disse e passo a citar “mas na participação diz que viravam ambos à direita” A Liberty deve ter um código da estrada especial no qual uma viragem à direita é uma mudança de fila de transito.

Por tudo isto e outras mentiras recomendo muito cuidado com estas duas Companhias de Seguros e se possível gravem as conversas telefónicas pois a Liberty mesmo com as conversas telefónicas gravadas nas quais assumiam a responsabilidade, respondeu e passo a citar “No que diz respeito à assumpção de responsabilidade, não existe qualquer informação de que a Liberty assumiu alguma vez a responsabilidade no presente sinistro.”

Pela minha parte, AXA e Liberty nunca mais enquanto segurado e rezo para que nunca mais tenha um acidente com segurados destas companhias.

António Marques

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


10 Comentários para “As mentiras da Axa e da Liberty Seguros”

  1. José Santos diz:

    Com as minhas sinceras desculpas, pois sou um cidadão que prezo SEMPRE a boa educação e o nível intectual, deixem-me registar aqui e cerca de 15 anos depois de que para mim a AXA é uma companhia de seguros que jamais entrará de novo em minha casa ou mãos.
    Brincaram e gozaram com a minha pessoa duas vezes! Tiveram sorte pois na altura não tinha net nem soube reclamar… Ainda bem pois se calhar alguém iria ser despedido por lá! Incompetentes!
    Quem quiser saber das duas histórias (estão factualizadas) é só pedirem-me para o endereço jptas2009@gmail.com.
    Obrigado!
    José Santos

  2. P.M.M diz:

    Boa noie, a todos os leitores.
    Partilho a minha espressa opnião em relação a companhia AXA Seguros, para começar a parte de serem mentirosos é verdade pois o interce da AXA é unicamente o nossos Euros pois de resto de nada querem saber.
    A minha situaçao com a AXA tem a ver com um sinistro, enviaram-me uma carta com o recibo de indenizaçao sobre o sinistro, para meu espanto nao me pagaram alegando o decreto de lei 291/2007 posso dizer que ja ando assim a mais de 3 meses e nada me resolvem.
    Por isso AMIGOS LEITORES sempre que tenham de fazer um seguro ou mesmo dar opnião sa sabem AXA SEGUROS NAO MESMO ( NAO AOS SEGUROS AXA)
    Leitores obrigado por este bocado, pelo menos alivia por expressar o k sinto.

    P.M.M

  3. Daniel Marques Da Silva diz:

    Partilho do mesmo descontentamento e indignação. Aguardo a mais de 32 dias uteis , prazo que protege as seguradores para a conclusão do processo. Tem sido um inferno, desde que um segurado da AXA me amolgou a porta traseira. Já fizeram a peritagem, fotos e assinei a minha versão a um dos gestores do processo, a verdade é que já lá vão quase dois meses e nada, apesar de tantos telefonemas realizados, sempre o mesmo – aguarde a conclusão do processo. Infelizmente estes senhores fazem o que querem por que a lei os protege e nós não temos muito que fazer, a não ser abrir um processo no tribunal, que é o que eu irei fazer se não tiver notícias brevemente.

  4. antonio maciel diz:

    pois é a minha queixa é contra a zurique já tinha ouvido falar mal desta companhia desde o nao assmir culpa quando o acidentado da-se por culpada ate ao ponto de chegarem abandonarem as vitimas e deixarem de dar apoio medico e medicamentosa pois a minha é mais simples mas podia ser grave me fizeram um seguro barato e disseram que tinha prtecçao juridica e assistencia em viagem ao fim de onze anos fui engando quando necessitei de um reboque me disseram alguem da zurique que procura,se o meu mediador e que coloca,se a cobertura em viagem porque eu nao tinha isto as 00h00 do dia 2 de abril 2011 COMO IA FAZER ISSO ESTAS HORAS ainda disse que me enviase o reboque que no outro dia iria entao colocar esta cobertura disseram logo que nao mais uma vez a zurique abandona quem precisa POR JA TER CONHECIMENTO BASTANTE DAS MENTIRAS DESTA COMPANHIA ACONSEHO TODOS A MUDAREM.SE ANTES que um dia precisam e nao vao ter

  5. antonio maciel diz:

    pois é a minha queixa é contra a zurique já tinha ouvido falar mal desta companhia desde o nao assmir culpa quando o acidentado da-se por culpada ate ao ponto de chegarem abandonarem as vitimas e deixarem de dar apoio medico e medicamentosa pois a minha é mais simples mas podia ser grave me fizeram um seguro barato e disseram que tinha prtecçao juridica e assistencia em viagem ao fim de onze anos fui engando quando necessitei de um reboque me disseram alguem da zurique que procura,se o meu mediador e que coloca,se a cobertura em viagem porque eu nao tinha isto as 00h00 do dia 2 de abril 2011 COMO IA FAZER ISSO ESTAS HORAS ainda disse que me enviase o reboque que no outro dia iria entao colocar esta cobertura disseram logo que nao mais uma vez a zurique abandona quem precisa POR JA TER CONHECIMENTO BASTANTE DAS MENTIRAS DESTA COMPANHIA ACONSEHO TODOS A MUDAREM.SE ANTES

  6. António Marques diz:

    E as mentiras continuam.
    Conforme solicitado pela Liberty na sua mensagem de 21 de Março de 2011 ás 18h45 “Tendo tomado conhecimento do tema reclamado, ficamos à espera que nos permita resolver o seu problema contactando-nos através dos canais abaixo indicados…” no dia 23 lá fiz mais um contacto para o Centro de contacto. Informaram que iriam perguntar à gerência e que no dia 24 me contactariam.
    Hoje, dia 25 e na ausência desse contacto voltei a contactar e que coisa fantástica, fiquei a saber que é uma mensagem tipo automática pois a Liberty mantem a decisão e nem tão pouco esclarece a mentira em que se fundamentam por tal facto a dita mensagem é só para parecer bem a quem ler a reclamação pois até respondem que se disponibilizam a resolver o problema mas afinal é mentira.
    Não se disponibilizam a resolver coisissima nenhuma e ainda fazem perder tempo
    Atentamente
    António Marques

  7. António Marques diz:

    Exmos. Senhores,
    É mentira que a Liberty nunca tenha aceite a responsabilidade e é também mentira que não tenha sido reclamado.
    Os senhores conforme já por mim informado, basta ouvirem as chamadas efectuadas para a vossa linha nas quais os vossos “profissionais altamente qualificados” afirmam que a Liberty assume a responsabilidade do sinistro. Ou será que apenas gravam as chamadas para utilização apenas quando lhes convêm?
    Também terão oportunidade de ouvir uma “profissional altamente qualificada” afirmar e passo a citar ” mas na participação diz que viravam ambos à direita” em resposta à minha informação de que era falso que tivesse efectuado uma mudança de fila de transito.
    Nunca foi reclamado pela Axa por a mesma não ter aceite o processo IDS por a Declaração não estar totalmente preenchida como era do vosso conhecimento e por isso mesmo a Liberty me aconselhou a efectuar a reclamação junto da vossa Companhia, até porque o vosso segurado não vos comunicou, como é de lei a participação do sinistro.
    Como já por diversas vezes os informei, é totalmente falsa a vossa justificação de mudança de fila de transito.
    Acima descrevem muito bem a manobra mas omitem que eu virei à direita para a faixa mais à esquerda da Rua da Constituição precisamente respeitando o código da estrada no artigo que referem, dado que iria virar à esquerda no próximo cruzamento e que o vosso segurado virou à direita para a faixa central da Rua da Constituição.
    Como é visivel nas fotos do acidente em vosso poder, o vosso segurado não efectuou a manobra pela direita da sua faixa como demonstra o espaço entre a sua viatura e a linha continua à sua direita, originando a colisão entre as viaturas.
    Também é visivel e facilmente comprovavel no local, que existe estacionamento do lado esquerdo da Rua da Constituição por tal, seria impossivel deslocar-me ainda mais para a esquerda no sentido de evitar a colisão do vosso segurado com a minha viatura.
    Atentamente,
    António Marques

  8. Liberty Seguros diz:

    Exmo Senhor,

    Tendo tomado conhecimento do tema reclamado, ficamos à espera que nos permita resolver o seu problema contactando-nos através dos canais abaixo indicados:

    • (www.libertyseguros.pt) – Poderá interagir com as bases de dados e gerir as suas apólices através do nosso Portal dos Clientes.
    • Centro de Contacto (808 243 000 – chamada gratuita) atendimento telefónico personalizado disponibilizado por uma equipa de profissionais altamente qualificados..
    • Se, ainda assim, pretender efectuar uma reclamação junto das instituições reguladoras da actividade seguradora (ISP ou APS/Serviço de Provedoria) poderá fazê-lo com a certeza de que terá uma resposta institucional pronta e adequada.

    Com os nossos melhores cumprimentos,

    cjs p/Liberty Seguros

  9. Liberty Seguros diz:

    Exmo Senhor,

    Sendo seu legítimo direito vir reclamar num canal público, permita-nos o mesmo direito, pelo que vimos esclarecer alguns detalhes importantes:
    • Desconhecemos o que se passou com a nossa Congénere Axa;
    • Embora tivéssemos processo IDS Devedor aberto (nº 10.311.59673), a verdade é que a Axa nunca nos reclamou o sinistro ao abrigo da convenção e na qualidade de seguradora credora, quer a 100 ou a 50%;
    • Logo, a Liberty nunca poderia ter aceite aquilo que não foi sequer reclamado;
    • Há, efectivamente, um processo aberto (11.311.5404), pela via tradicional e em consequência da reclamação de V. Exa;
    • Embora não tenhamos a participação do nosso Cliente, temos uma averiguação que nos conduziu à definição de responsabilidades que é do seu conhecimento – entendemos que o nexo causal do sinistro residiu no facto do 3º (V.Exa) não ter respeitado o art.º 14 do Código da Estrada, nº 2;
    • De acordo com os elementos recolhidos, o condutor do veículo terceiro circulava na Rua Bento Jesus Caraça, com a intenção de virar à direita para a Rua da Constituição. O condutor do veículo seguro na Liberty, também procedente da Rua Bento Jesus Caraça, também mudou de direcção à direita e deu-se o embate com a frente esquerda contra a porta lateral direita do veículo terceiro;
    • A Rua Bento Jesus Caraça permite a formação de duas hemi-faixas de rodagem, sendo a da esquerda destinada aos condutores que pretendem seguir em frente e a da direita, que permite duas opções, ou seguir em frente ou mudar de direcção à direita; logo não se trata de uma ultrapassagem, uma vez que o veículo seguro, mesmo pelo esquema de acidente indicado na Declaração Amigável, está correctamente posicionado na via para mudar à direita;
    • Esta foi a única posição da Liberty no que concerne à definição de responsabilidades.
    Ficando, ainda assim, inteiramente à sua disposição para quaisquer esclarecimentos que tome como necessários através do nº 808 243 000 (grátis), subscrevo-me com os melhores cumprimentos,
    cjs p/Liberty Seguros

  10. Liberty Seguros diz:

    Exmo Senhor,

    Sendo seu legítimo direito vir reclamar num canal público, permita-nos o mesmo direito, pelo que vimos esclarecer alguns detalhes importantes:
    • Desconhecemos o que se passou com a nossa Congénere Axa;
    • Embora tivéssemos processo IDS Devedor aberto (nº 10.311.59673), a verdade é que a Axa nunca nos reclamou o sinistro ao abrigo da convenção e na qualidade de seguradora credora, quer a 100 ou a 50%;
    • Logo, a Liberty nunca poderia ter aceite aquilo que não foi sequer reclamado;
    • Há, efectivamente, um processo aberto (11.311.5404), pela via tradicional e em consequência da reclamação do 3º;
    • Embora não tenhamos a participação do nosso Cliente, temos uma averiguação que nos conduziu à definição de responsabilidades que é do conhecimento do reclamante – entendemos que o nexo causal do sinistro residiu no facto do 3º (V.Exa) não ter respeitado o art.º 14 do Código da Estrada, nº 2;
    • De acordo com os elementos recolhidos, o condutor do veículo terceiro circulava na Rua Bento Jesus Caraça, com a intenção de virar à direita para a Rua da Constituição. O condutor do veículo seguro na Liberty, também precedente da Rua Bento Jesus Caraça, também mudou de direcção à direita e deu-se o embate com a frente esquerda contra a porta lateral direita do veículo terceiro;
    • A Rua Bento Jesus Caraça permite a formação de duas hemi-faixas de rodagem, sendo a da esquerda destinada aos condutores que pretendem seguir em frente e a da direita, que permite duas opções, ou seguir em frente ou mudar de direcção à direita; logo não se trata de uma ultrapassagem, uma vez que o veículo seguro, mesmo pelo esquema de acidente indicado na Declaração Amigável, está correctamente posicionado na via para mudar à direita;
    • Esta foi a única posição da Liberty no que concerne à definição de responsabilidades.

    Ficando, ainda assim, inteiramente à sua disposição para quaisquer esclarecimentos que tome como necessários através do nº 808 243 000 (grátis), subscrevo-me com os melhores cumprimentos,

    cjs p/Liberty Seguros

Deixa um comentário