MEO – Redução de serviço conduz a desistencia

Boa tarde, no dia 21 Setembro de 2010 foi-me instalado o serviço MEO Surf 20, satisfazendo deste modo a PT o meu desejo de ter um pacote aliciante de canais entre os quais alguns em HD, e uma velocidade de internet satisfatoria (a rondar os 10MB/s).

Nesse dia o serviço que subscrevi foi instalado e ficou a funcionar em pleno.

Dia 18 de Fevereiro deste ano começaram os problemas:

– desligaram-me pura e simplesmente o sinal (nem TV nem Net) sem qualquer tipo de informação;

– contactei inumeras vezes o apoio ao cliente e no dia 20 FEV domingo, o tecnico foi lá casa e apos varias viagens para trás e para a frente, repôs o serviço inicial (SURF 20) informando-me que alguem menos ético teria utilizado a minha ligação para outro efeito. Certo é que a situação ficou reposta;

– passados 4 ou 5 dias, cortaram-me novamente o sinal, e aí, já após novos contactos e visita de um outro tecnico (curiosamente o tecnico da instalação inicial – que me garantiu ter uma ligação na casa dos 12 Mb/s), fui informado que “o cabo estava partido” a 5m da entrada no prédio, e que mesmo após intervenção da equipa de cabos, nunca iria a linha “recuperar da quebra“, e que ficaria irremediávelmente afectada em 4 mb/s) ou seja, após várias tentativas para que me fosse “devolvida” a linha inicial, e reposto o serviço MEO – SURF 20 no qual me teria fidelizado, fui informado que não seria possivel fornecerem além de 8Mb/s;

– isto resultou na perda dos Canais em HD e, tendo as duas Boxes ligadas, numa velocidade medíocre de internet (cerca de 1,5Mb/s);

– posto isto (e estando os Senhores da PT perfeitamente conhecedores dos meus argumentos através de inumeras cartas e fax que enviei relativamente a este processo) e numa atitude arrogante e prepotente, apresentam-me como solução a redução do Pacote para um plano inferior, repor a situação inicial é que já não seria possivel (vá-se lá saber quem ficou com a minha linha);
queixas meo

Mal comparado, é a mesma coisa que eu fazer um leasing a dois anos de uma determinada viatura desportiva (que até correspondia às minhas pretenções) e passados dois meses me tiram o carro e me colocam um automovel muito inferior ao inicial, e no fim me dizem: “não se preocupe! nós baixamos o preço!!”

Pois, se eu contratei 2 anos por um determinado serviço e o Fornecedor não cumpriu, vi-me obrigado a dirigir-me a uma loja PT (Dolce Vita Tejo) no dia 1 de Março de 2011 afim de devolver todo o equipamento, explicando a situação.

O funcionário compreendeu os meus motivos, e deu-me razão, e nem sequer falou da questão da fidelização. Supostamente estaria resolvida esta situação.

Não posso aceitar que me tenham entretanto enviado uma factura de 750,00 EUROS referentes a indemnização pelo periodo de fidelização, o qual não me vejo obrigado a respeitar, por incumprimento/ruptura de fornecimento do serviço inicial, argumentando a PT que é alheia aos factos.

Pois se a PT é alheia, pergunto: quem é que é responsável pela troca de linha; pela perda de velocidade de sinal, pela deterioração do serviço inicial (SURF 20 que se tornou num BODY BOARD 5)?????

A imagem e sensação que tenho e que fiquei é esta: Angariam o cliente com o pacote que ele quer, passados 5 meses baixam a qualidade, e querem obrigar o cliente a permanecer mal servido! Senão toma lá 750 euros (para pagar claro!!)

Esclareçam-me pff!!! Quero ver esta situação definitivamente resolvida.

Eu não contratei a PT para depois passados 5 meses desistir do serviço, até fiquei bastante satisfeito inicialmente, mas não me podem obrigar a pagar menos, ou seja, reduzir o pacote, quando o que eu quis foi pagar mais por melhor! Tenho que reclamar!!! E vou reclamar, porque isto é inadmissivel, e a atitude da PT é arrogante, e não se preocupam minimamente com a satisfação do cliente, mas sim nas questões “pseudo-contratuais“.

Encontro-me ao dispor para fornecer toda a correspondencia enviada à PT, bem como dos extratos telefonicos que comprovam as inumeras diligencias que fiz no sentido da PT me repor a situação inicial!

Obrigado.

Um pensamento em “MEO – Redução de serviço conduz a desistencia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *