Queixas | Cultura RSS Feed Desta Categoria

Serralves – Jazz no Parque

Inacreditável falta de organização e de respeito foi o que presenciamos ontem em Serralves, no Porto.

Fomos supostamente assistir ao primeiro dia do “Jazz no Parque”, mas após uma hora de espera em fila tivemos que vir embora dado que os bilhetes tinham acabado. E acabaram porque entretanto tal era a falta de organização na venda de bilhetes que nos devem ter passado à frente talvez mais de 70 pessoas.

Além disso, em vez de fazerem contagem dos bilhetes comprados online juntamente com a quantidade de pessoas que estavam na fila, para perceberem que não dava para todos e chegarem a um ponto em que avisavam as pessoas que a partir dali já não havia bilhetes, não, só o fizeram após uma hora de espera infrutífera em fila.

Como é possível que pessoas supostamente profissionais na organização de eventos ainda não se tenham apercebido que tem que haver um sistema de fila controlada para a compra de bilhetes (assim como para a entrada quando não há lugares marcados)? Já recentemente presenciamos algo do género no deplorável concerto dos 75 anos da Renascença, e aqui fomos pelo mesmo caminho.

Em primeiro lugar, a falta de respeito das pessoas que passavam à frente fazendo como se não entendessem que tinham que esperar na fila, e que conseguiam efectivamente passar dada a grande confusão do aglomerado junto às bilheteiras. Mas esta falta de civismo infelizmente já sabemos que existe por isso cabe aos organizadores dos eventos evitar os seus efeitos. É assim tão difícil perceber que basta colocar grades laterais até ao ponto de venda, de modo a que se forme uma fila única e estas situações não aconteçam?

Para além de passarem à frente ainda causaram confusão ao fazer com que se formasse uma suposta segunda fila porque a venda de bilhetes para o museu estava no caminho da fila dos bilhetes para o Jazz no Parque. Enfim, uma tremenda desorganização que causou uma grande desilusão perante tanta falta de profissionalismo.

By: Joana

Caiximóvel-caixilharia Nova de Sacavém.Ld.a

Ex.os Sr.s

Dia 29/11/07 foi concluído um serviço de colocação de janelas com estores na minha casa e posteriormente começou a entrar água.

A 8/03/010 telefono e falo com o Sr. Paulo a referir o que existe nessa obra .

Foi-me dito que no outro dia telefonava e vinha ver o que se passa para ser resolvido a situação.

No outro dia ninguém telefona nem aparece.A 4/05 falei novamente com o sr.Paulo deixei novamente n.º de telemóvel referindo vir no dia 5 à tarde e não apareceu.

Telefonei muitas vezes sem resolverem o problema.dia 30/12/010 falo com um sr. referindo ser pai do sr. Paulo .

Disse vir verificar a 3/01/011.Falei diversas vezes em que deixei mensagens no telefone fixo.Mandei email a 14 de Outubro de 2010 em que tenho cópia de entregue sem obter resposta.Envio outro posteriormente em que tenho cópia  sem obter resposta.

Tenho factura do trabalho n.o 0422 de 1650,00 euros das janelas. Dos estores orçamento n.º1263 650,00 euros e até hoje ainda aguardo pela factura. Como não consigo resolver este problema sem ter que me preocupar venho por este meio reclamar e colocar outras pessoas em alerta que com a caiximóvel é preciso ter muito cuidado porque a assistência não é dada.

Continuo aguardar mas sem esperança.A pessoa série que existia adoeceu. Por isso não sei se a caiximóvel tem futuro.

Com os meus cumprimentos

José Pais

Burla Ediclube

ATENÇÃO À EDICLUBE,

São uns BURLÕES, acabei de pagar 2 produtos em 2004 e em 2007 vieram pedir-me o valor de dois prestações através de advogada. Depois de dar a volta aos meus papeis na arrecadação lá consegui encontrar os documentos comprovativos de pagamento.

Pediram desculpa, que se tinham enganado a lançar o valor num outro produto meu, (mas ninguém me ligou a dizer que tinham recebido dinheiro a mais desse produto). Dai para cá todos os anos é a mesma festa, uma empresa de cobranças tenta extorquir a massa para a Ediclube e depois pedem desculpa.

GUARDEM TODOS OS DOCUMENTOS DE PAGAMENTO.

Abraço,

Rui Silva

Trabalho que nunca foi pago pela produtora ritmos e temas

A produtora de eventos “ritmos e temas” situados no norte , Porto/Gaia, contratou os meus serviços artísticos já passou mais de um ano desde o evento e nunca me pagaram.

A responsável é uma brasileira Cristina Bernardini mais mentirosa e impostora é dificílimo de encontrar. Já lhes liguei mil vezes, sempre dizem que para semana vão pagar.

Cuidado a todos os artistas, pois eles são verdadeiros ladroes.

“Ingresso Rápido”

Fiquei perplexa ao adquirir dois ingressos para a peça “De Pernas Pro Ar”, no site do Ingresso Rápido. A entrega domiciliar, (em endereço já cadastrado), se dará em cinco dias, sem hora ou dia prefixado, com apenas uma tentativa, ao custo de quinze reais.
No caso de me ausentar, terei de deixar, com terceiros, uma autorização, uma cópia da identidade e uma cópia do cartão de crédito com que paguei os tickets.
Tenho residência também em Cascais, Portugal e costumo comprar ingressos para eventos em diversos países da Europa e nunca vi nada parecido,
É um desrespeito ao consumidor que paga pela incompetência e amadorismo dessas empresas de venda de tickets