Queixas | Seguros RSS Feed Desta Categoria

[Resposta] Reclamações sobre a Liberty Seguros

Exmos(as). Senhores(as) Reclamantes, Clientes e público em geral,

Tendo tomado conhecimento das reclamações reportadas neste portal mencionando a Liberty Seguros, procurámos de imediato identificar a que concretamente se referem, o que se revelou impossível uma vez que a maioria das exposições são anónimas e não referenciadas. Não passam, por isso, de composições livres de teor depreciativo e origem questionável (chegam ao ponto de anexar o logotipo da empresa), sobre as quais não nos pronunciaremos.

Três delas, que conseguimos identificar, dizem respeito a um só sinistro cuja evolução, não tendo sido favorável ao reclamante, não foi de forma alguma como aqui surge descrita.

Infelizmente para nós, não podemos vir a público e muito menos desta forma divulgar dados ou informações constantes nos nossos processos. A isso estamos obrigados pela Lei da Confidencialidade dos Dados, que respeitamos escrupulosamente – garantimos o sigilo absoluto das informações referentes aos nossos Clientes, a quem pretendemos prestar um serviço de excelência. A satisfação das expectativas dos nossos Clientes são a nossa razão de estar no mercado.

A Liberty Seguros orgulha-se dos resultados obtidos com o forte investimento e desenvolvimento de ferramentas na área da comunicação com o Cliente, pelo que convidamos todos(as) aqueles que, de alguma forma, se considerem prejudicados a nos contactarem através dos vários canais disponíveis, quer através do nosso portal (www, libertyseguros.pt), áreas de atendimento (213 183 500) ou mesmo ao nível institucional (ISP, CIMPAS, DECO).

Sendo tudo o que podemos oferecer sobre os temas reclamados, subscrevo-me com os melhores cumprimentos,

Carlos Jorge Leal dos Santos (Gestão de Reclamações)

Insatisfeito com a libertiy seguros

Tive um acidente muito grave de travalho e agora fiquei com muitas maselas graves e tou a espera que a companhia me mande para tribunal de trabalho mas ate agora ainda nada.

Já lá vão 9 meses desde o acidente e ando sempre a empatar, e pagam uma miseria por mes

Spam Logo

Recebi por parte da seguradora “Logo” um email de publicidade sem possibilidade de retirar o mesmo.

Isto é, não aparecendo o link necessário para retirar o meu email da base de dados destes Srs.

Tentei responder ao email em questão na possibilidade de poder concluir assim o meu intuito. Voltou uma mensagem para trás, informando-me de que aquele era um endereço criado só para efeitos de publicidade. Sem recetor!

Considero assim que o mesmo, não cumprindo o regulamentado na Lei, é Spam e punível por lei.

Groupama Seguros

Groupama Seguros

Ando já desde de Janeiro de 2012 a enviar mails para um representante desta Groupama Seguros Portugal em Loures, Sr. Angelo Martins, solicitando a ativação do seguro dentário Viva Dentcare e este funcionário simplesmente ignorava os mails enviados.

Groupama Seguros

Assim decidi apresentar queixa deste sr. no dia 20 de Fevereiro ao Sr. Mário Pombeiro Inspector Comercial da Direção Comercial Agentes e Mediação, informando a situação.

Logo a seguir este Sr. Angelo Martins, mal educado telefona-me, com o abuso de tratar-me por tu como se o conhecesse de algum lado e mentindo disse-me que afinal o mail dele é outro, que tinha de acrescentar um “b” no email por isso não respondia aos mails, sendo que meu marido sempre usou o email dele e este sempre os recebeu sem problemas.

Depois de “desconversar” com este senhor por algum tempo, embrumando com mentiras atras de mentiras, ele lá se descaiu e disse que desta vez não iria dar-se ao trabalho de fazer-me o seguro para usufruíl-lo por pouco tempo, uma vez que tinha sido assim já por duas vezes com o meu marido, sendo que este mesmo funcionário aceitou a anulação dos seguros do meu marido, dois meses depois, sem criar nehnum problema.

E neste mesmo telefonema o tipo ainda teve a coragem de chamar o meu marido de caloteiro porque deixou de pagar as quotas até ao final do ano. Sendo que ele mesmo recebeu os emails do meu marido a solicitar a anulação e procedeu a ela!

Mas que funcionário tão honesto a sua empresa.

Ora eu em resposta directa, disse-lhe que não iria ficar a pagar um ano inteiro de seguro só para arranjar um dente, mais acrescentei que iria saber isso melhor com a sede, pois se assim fosse não interessava-me fazer qualquer seguro na Groupama.

Pois bem enviei um mail ao Sr. Mário Pombeiro Inspector Comercial a contar o que se passou neste telefonema e sabem o que ele respondeu-me? !!

Aqui vai a cópia:

Bom Dia D. Carla Gomes,

No seguimento do mail que nos remeteu, verifico que a razão pela qual não obtinha resposta do nosso representante em Loures – Sr. Ângelo Martins se prendia com o facto de estar a enviar os emails para um endereço que já não existe – angelo.martins@groupama.pt.

O endereço de email actual do nosso Colaborador em Loures é angelob.martins@groupama.pt

No entanto, recebi a informação da nossa Direcção de Sistemas de Informação que o sistema responde automaticamente com a seguinte mensagem aos emails recebidos no endereço angelo.martins@groupama.pt:

Your message did not reach some or all of the intended recipients. Subject: teste Sent: 23-02-2012 9:57 The following recipient(s) cannot be reached: angelo.martins@groupama.pt on 23-02-2012 9:57 The e-mail account does not exist at the organization this message was sent to. Check the e-mail address, or contact the recipient directly to find out the correct address.

o que deverá ter ocorrido com todos os emails que a D. Carla Gomes enviou para este endereço.

Por outro lado, foi-me informado pelo Sr. Ângelo Martins que já falou consigo e com o seu marido e que o assunto que motivou a sua reclamação está esclarecido. Sendo assim, consideramos esclarecida a sua reclamação pelo que consideramos o processo encerrado.

Com cordiais cumprimentos,

Mário Pombeiro

Mais uma mentira!!! das duas uma ou o tal funcionário deu-lhes a volta muito bem dada ou então a seguradora encobre as porcarias que os funcionários fazem.

Respondi a este Inspector Comercial que tinha como provar, nunca recebi nenhuma menssagem deste tipo!

E que quanto à conversa que tive ao telefone com o mentiroso do funcionário Sr. Angelo, NADA tinha esclarecido para mim Carla Gomes.

E que a minha reclamação não foi respondida segundo os mails anteriores, e além disso a seguradora até hoje ainda não disse oficialmente se aceita ou não anulações de apólices antes de perfazer um ano.

Deram como encerrada uma reclamação “não encerrada ou seja não resolvida”!!!!

Aviso-vos que esta empresa Groupama Seguros Portugal tem uma “estranha” falta de transparência, informações dúbias e incoerentes, tal como o “modo abusado” como fui tratada por esse tal sr. Angelo Martins, futuramente eu e meu marido não recorreremos a qualquer produto/serviço desta empresa, como também aconselho a ninguem o fazer.

Indigna-me ter perdido o meu valioso tempo com esta seguradora desde Janeiro deste ano !!!!

Lusitania Companhia de Seguros

Tenho um seguro de saúde na Lusitania Companhia de Seguros à mais de 4 anos, tendo pago sempre a tempo e horas 630€ de 3 em 3 meses.

Hoje recebi uma carta da dita companhia a dizer que iam anular o seguro.

Liguei para lá e disseram-me que anularam por motivos técnicos. Eu o ano passado tive que ser operado a uma hérnia discal e a despesa no hospital da luz foi de +/- 7000€. Eu no meu seguro, que é o melhor da companhia LUSITANIA, tenho um plafom de 30.000 por pessoa, logo ficou muito aquém do limite.

CONCLUSÃO, SE TIVER UM SEGURO DE SAÚDE NA LUSITÂNIA, E COMEÇAR A DAR-LHE DESPESA, CONTE QUE O SEGURO VAI-LHE SER ANULADO SEM JUSTA CAUSA.

MetLife Portugal

Eu Selma e minha família não indicamos a MetLife nem para o nosso pior inimigo.

Estamos com um processo desde 2010, é um transtorno um sofrimento ter que pedir pelo amor de DEUS paguem o que é nosso de direito!

Na hora de fazer o seguro todos são muito gentis, mas depois que a gente fica doente e precisa do seguro, tem que PAGAR um advogado para tentar receber!

Meu esposo aposentou por INVALIDEZ. mas a MetLife diz que ele não tem direito no seguro, a seguradora só tem que pagar não questionar, se o INSS aposentou meu marido por INVALIDEZ, a seguradora tem que questionar o INSS, não minha família que já passa por um momento difícil!!

SÓ QUERO RECEBER O SEGURO!

Por: Selma

Liberty Seguros

Tenham muito cuidado com os contratos que fazem com a Liberty Seguros e as suas artimanhas, sou um empresário e como tal tenho uma frota de viaturas.

Em Setembro de 2010 deixei de pagar o seguro de duas viaturas que tinham seguro de danos próprios a minha intenção era mudar para outra companhia pois tinha preços mais convidativos mas dias depois recebo uma carta da Liberty Seguros.

Ontem liguei para Lisboa uma vês que a carta vinha de la e disse à senhora que me atendeu o tel, que tinha da concorrência preços melhores que os deles a senhora diz-me não faça seguros em lado nenhum eu vou-lhe enviar por fax uma propostas para cada viatura passada uma hora tinha no meu escritório 2 propostas para cada viatura ainda não me satisfazendo volto a ligar e a senhora diz-me que vai reunir com os gestores para verem o que podiam fazer.

No outro dia recebo 2 propostas mais BARATAS o que já me agradou. Liguei falei com a senhora que se prontificou a enviar-me os contratos para assinar e documento para pagamento o que tudo foi feito no mesmo dia ora que fazem eles para concorrer com a concorrência como as viaturas tinham uma franquia de 2% passaram-nas para 4% e mais retiraram a substituição de vidros mas como tenho também um seguro de acidentes de trabalho a esse retiraram o subsidio de alimentação ao trabalhador e mais caricato no primeiro sinistro pagaram uma ninharia ao sinistrado e passado dois meses mandaram-no trabalhar que o que ele tinha não era com a seguradora.

Isto acontece em 28 de Fevereiro de 2011 e o homem ainda não trabalha com um esforço na coluna ora se isto não é com a companhia com quem háde ser?

Como não me conformei com a decisão enviei o problema para o tribunal do trabalho e fez uma queixa ao instituto de seguros de Portugal e de seguida enviei uma carta registada com AR a companhia a rescindir todos os meus contratos como não ficaram satisfeitos estão-me a mandar os certificados de tarifação com a informação de que e a Liberty Seguros tomou a iniciativa de anulação dos contratos ora vejam se isto não é malabarismo.

Gostaria que alguém me disse-se que nome tem PORTUGUESES ABRAM OS OLHOS ESSES MARMANJOS COMEM-NOS O DINHEIRO E QUANDO LHES MEXEMOS NA carteira arranjam logo forma de saltar do cavalo.

By: Joaquim Santos

AXA – Atraso do meu vencimento

Boa tarde venho a comunicar que estou muito insatisfeito com a companhia de seguros Axa, devido à mesma ainda não ter pago o meu vencimento à minha empresa Securitas desde de Novembro do ano passado.

Vim a saber que desde Novembro até agora que a minha empresa tem me adiantado o meu ordenado, mas que a partir deste momento não pode adiantar mais! Eu pergunto fui operado ao joelho ligamentos cruzados e estou em casa sem receber o meu vencimento sem culpa nenhuma com prestações em atraso e uma família para sustentar quem que se responsabiliza por esta situação?

Alguém tem que se responsabilizar ou a companhia ou a empresa…

By: Carlos Félix

Novo Código da Estrada by Liberty Seguros

Venho por este meio acrescentar mais uma queixa relativa à Liberty Seguros.
Estive envolvido num acidente no dia 21/7/2011.

Dados do acidente:
– Intervenientes:
– Veículo em que o condutor não necessita de carta de condução para circular – A;
– Motociclo – B ;

Descrição do Acidente:

– Veículo A encontra-se num cruzamento, com o pisca para a esquerda ligado;
– Como havia espaço na faixa de rodagem do lado direito do veículo A, o condutor do veículo B iniciou a ultrapassagem pela direita;
– No momento em que o veículo B já se encontra ao lado do veículo A (os condutores dos dois veículos encontram-se sensívelmente na mesma linha), o condutor do veículo A vira de repente para a direita, colidindo com a lateral do veículo B;
– Não resultaram feridos deste acidente, visto o veículo B não ter caido.

Foi apresentada uma reclamação à seguradora Liberty Seguros no dia 04/8/2011, onde foi incluído o auto efectuado pela GNR que constava a declaração de uma testemunha que se encontrava no local do acidente.

No dia 25/8/2011, recebi a carta de responsabilidades da seguradora Liberty Seguros, alegando que não iria cobrir os danos do meu veículo visto ter sido a minha manobra a causar o acidente (veículo B), alegando que esta manobra infringia o que se encontrava disposto nos artigos 35º, 36º e 38º do código da estrada (o artigo 37º foi curiosamente deixado de parte nesta análise).

Enviei de imediato um email para a Liberty Seguros, discordando da sua decisão e que passo a transcrever:

Bom dia,
Discordo da decisão por vós tomada visto no Código da Estrada, o artigo 37 (Excepções) contemplar a manobra por mim efectuada conforme descrições apresentadas no auto da GNR e na declaração efectuada pela testemunha que consta no mesmo auto.

No artigo acima mencionado (37º – Excepções), o ponto 1 menciona o seguinte caso:
– Deve fazer-se pela direita a ultrapassagem de veículos ou animais cujo condutor, assinalando devidamente a sua intenção, pretenda mudar de direcção para a esquerda ou, numa via de sentido único, parar ou estacionar à esquerda, desde que, em qualquer caso, tenha deixado livre a parte mais à direita da faixa de rodagem.

Tendo em conta o artigo 37 e as descrições apresentadas no auto (que foi efectuado em conjunto com o condutor do outro veículo envolvido) e no testemunho, não posso concordar com esta decisão e aguardo por uma nova decisão ou explicação pormenorizada da mesma.

Qualquer dúvida, não hesitem em contactar-me.
Desde já, obrigado.

Foi-me enviada uma resposta a este email, no dia 30/8/2011 com a seguinte informação:

Exmo. Sr. ,

Acusamos a recepção do seu e-mail, cujo conteúdo mereceu a nossa melhor atenção.

Procedemos à reanálise do processo.

Com efeito, lamentamos mas não nos será possível alterar a posição anteriormente comunicada.

No local onde ocorreu o sinistro, não existe sinalização que impeça o nosso segurado de mudar de direcção, já a manobra de ultrapassagem deveria ter sido acautelada, ainda mais ocorrendo num cruzamento, o que não aconteceu, recaindo sobre aquela, o nexo causal do sinistro, conforme o disposto no artigo 38º, do Código da Estrada.

Foi enviado novamente um email com um novo pedido de esclarecimento que passo a transcrever:

Boa tarde,
Peço desculpa pela insistência neste assunto, mas não entendo a justificação, relativamente à decisão enviada por vós e que de seguida passo a transcrever:
“No local onde ocorreu o sinistro, não existe sinalização que impeça o nosso segurado de mudar de direcção, já a manobra de ultrapassagem deveria ter sido acautelada, ainda mais ocorrendo num cruzamento, o que não aconteceu, recaindo sobre aquela, o nexo causal do sinistro, conforme o disposto no artigo 38º, do Código da Estrada.”
O artigo 38º do código da estrada diz o seguinte:
1 – O condutor de veículo não deve iniciar a ultrapassagem sem se certificar de que a pode realizar sem perigo de colidir com o veículo que transite no mesmo sentido ou em sentido contrário.
2 – O condutor deve, especialmente, certificar-se de que:
a) A faixa de rodagem se encontra livre na extensão e largura necessárias à realização da manobra com segurança;
b) Pode retomar a direita sem perigo para aqueles que aí transitam;
c) Nenhum condutor que o antecede na mesma via não assinalou a intenção de ultrapassar um terceiro veículo ou de contornar um obstáculo.
3 – O condutor deve retomar a direita logo que conclua a manobra e o possa fazer sem perigo.
4 – Valor da coima.
Relativamente ao ponto 1 do artigo 38º, visto ter sido o veículo do vosso segurado a colidir com o meu, não me pode ser imputada qualquer responsabilidade. (Conforme depoimento que se encontra no auto da GNR, incluindo o da testemunha, que se encontra na página 3, a partir da linha 7 no tópico descrição do acidente)
Relativamente ao ponto 2 do artigo 38º:
– Ponto a) Visto ter sido o veículo do vosso segurado a colidir com o meu e o meu veículo não ter colidido com nenhum outro, garante-se que existia largura suficiente para a realização da manobra em segurança;
– Ponto b) Já me encontrava à direita;
– Ponto c) O embate não envolveu nenhum outro veículo;
Relativamente ao ponto 3 do artigo 38º, o meu veículo já se encontrava do lado direito da faixa de rodagem;
Tendo em conta o descrito no auto da GNR (incluindo o depoimento da testemunha, que se encontra na página 3, a partir da linha 7 no tópico descrição do acidente), não entendo o porquê de me ser atribuida a culpa do sinistro.
Que outra cautela deveria ter sido tomada antes de efectuar a manobra? Após leitura do código da estrada não encontro outros pontos evidênciados.

Gostaria ainda de acrescentar alguns pontos relativamente ao que consta no código da estrada e o que sucedeu:
A ultrapassagem por mim efectuada encontra-se contemplada no código da estrada, no artigo 37º, e que passo a transcrever: Deve fazer-se pela direita a ultrapassagem de veículos ou animais cujo condutor, assinalando devidamente a sua intenção, pretenda mudar de direcção para a esquerda ou, numa via de sentido único, parar ou estacionar à esquerda, desde que, em qualquer caso, tenha deixado livre a parte mais à direita da faixa de rodagem;
Quanto à manobra do outro condutor, o mesmo não se pode dizer, tendo em conta que:
– O condutor encontrava-se num cruzamento com pisca para a esquerda e vira para direita (conforme depoimento da testemunha, que se encontra na página 3, a partir da linha 7 no tópico descrição do acidente), sem fazer a devida sinalização e sem respeitar o que consta no artigo 12º do código da estrada, que passo a transcrever: 1 – Os condutores não podem iniciar ou retomar a marcha sem assinalarem com a necessária antecedência a sua intenção e sem adoptarem as precauções necessárias para evitar qualquer acidente.
Gostaria ainda de questionar se o que foi descrito por uma das testemunhas e que se encontra no auto (página 3 a partir da linha 7 no tópico descrição do acidente), foi tido em consideração para a tomada desta decisão?

Cumprimentos,
Hugo Matos.

Foi-me enviada uma nova carta, no dia 7/9/2011 com o seguinte texto:

Porém, atendendo a que nenhum facto ou elemento de prova novos foram apresentados, lamentamos informar que não nos será possível alterar a posição transmitida na nossa anterior comunicação.

Esta carta, tal como podem verificar não responde a nenhuma das minhas questões e não alega qual o real motivo, com base no código da estrada, para que me seja atribuída a culpa do sinistro.

Julgo que no código da estrada que a seguradora Liberty Seguros possui, existe mais uma cláusula que diz que todos os condutores deveriam estar dotados do poder da adivinhação! Porque só assim é que eu poderia acautelar a ultrapassagem, adivinhando que o condutor da frente (segurado da Liberty), apesar de estar num cruzamento com pisca para a esquerda, o que queria realmente era virar para a direita… Enfim…

Neste momento, resta-me efectuar uma participação ao ISP e ao CIMPAS (Centro de Informação, Mediação, Provedoria e Arbitragem de Seguros), para que a minha situação seja finalmente resolvida.

Desejo melhor sorte a todos vocês.

Cumprimentos,

Hugo Matos

Companhia de Seguros Allianz

Companhia de Seguros Allianz

Trabalho à vários anos a recibos verdes e como tal tive de fazer um seguro de trabalho, escolhi a Companhia de Seguros Allianz algo que não recomendo a ninguém.

Em Maio ultimo tive o azar de dar uma queda nas escadas do estabelecimento onde trabalho, e tive de ir receber tratamento ao hospital. A seguir passei a ser tratada pela companhia, quando tive alta, perguntei no hospital que me tratou como deveria fazer para receber as despesas que tinha (gasóleo, medicamentos, etc).

Informaram-me que teria de enviar através de correio, e foi o que fiz. Passados 1213 dias enviaram-me 2 cheques para casa, um com o valor das despesas e outro o valor dos dias referentes aos dias de baixa.

Eu não sabia que os cheques vinham traçados… eu não tenho contas bancárias.

Então liguei para Lisboa e contei toda a situação, que não tinha como depositar os cheques e a pessoa que me atendeu disse: você devolva os cheques que nos quando os receber-mos aqui na companhia iremos passar outros 2 cheques não traçados.

Foi o q eu fiz, devolvi os cheques em correio registado e aguardei que me chegassem a casa o respectivos cheques rectificados. Passados alguns dias liguei à companhia porque não recebia os tais cheques a perguntar e inteirar-me da situação. Disseram-me para aguardar porque os cheques ainda não tinham chegado à Allianz.

Achei estranho e fui aos Correios perguntar se tinha havido algum  problema com essa entrega. Disseram-me que a minha correspondência tinha chegado ao Destinatario sem problemas, no tempo correcto, e provaram-me, porque o registo estava assinado.

Logo de seguida telefonei para a Companhia e disseram-me que ainda não podiam fazer nada porque não tinham o processo.

Liguei varias vezes ao dia e quase todos os dias para não cair no esquecimento. Foram tantas e diferentes respostas que me davam.

Chegaram-me a dizer, estou a encaminhar o caso ao Gestor, e descanse que ele ainda hoje lhe vai ligar, a falar consigo, foi mais uma treta, ninguém me ligou.

No outro dia liguei e deram-me outra desculpa qualquer para eu esperar mais uns dias que era Agosto. Perguntei se a Companhia parava em Agosto mas disseram-me que não e logo respondi então porque não me resolvem a minha situação.

Enfim apercebi-me que não estava ali ninguém capaz ou com vontade de trabalhar; foram tantas desculpas sem sentido q me davam sempre q para la ligava. Estou desesperada já não sei o que fazer. São perdas de tempo, gastos de dinheiro em telemóvel, desespero, ansiedade, e mentiras da Allianz.
allianz
Lamentável, estas empresas que brincam com os dinheiro dos outros. Seguradoras conhecemos como mal pagadoras aos clientes e nos ouvimos na opiniao publica e eu nao queria querer, mas agora sei que assim se passa.

By: marisa silva

Pagina 1 of 212