Pingo Doce

Trabalhei no Pingo Doce de 10-05-2010 a 11-05 2011. Mandaram-me embora e não me pagaram direitos.

Dizem que não tenho nada a receber! Podem ajudar-me por favor? Já ando desde Maio nisto.

Atentamente,

Georgina Marques

Pingo Doce

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


4 Comentários para “Pingo Doce”

  1. guilherme duarte diz:

    cara queixosa, existem act (autoridade para as condições do trabalho, tribunal do trabalho e claro pode sempre arranjar um advogado se não tiver dinheiro arranje designado pelo estado. em relação a essa questão e para a ajudar pode ainda comprar o livro código do trabalho ou então peça-me informações a mim que eu explico tudo se a senhora portou-se bem e não foi despedida por justa causa (sem lugar a vencimento) tem todo o direito a receber o seu ordenado e uns acertos assim como também uma indeminizãção cujo valor varia consoante os anos ou meses que lá trabalhou. acredite eu poderei a ajuda-la de forma gratis se tiver algumas duvidas. sou adv. atenciosamente: Guilherme duarte.

  2. Manuel Moreira diz:

    Há mais de 30 anos que sou cliente do espaço actualmente ocupado pelo Pingo Doce,antes o Modelo,recordo com saudade muitos que lá trabalharam com quem sempre me dei bem,assisti à evolução do PD e da sua politica de preços que originou,talvez,que o PD seja dos espaços comerciais mais populares entre os cliente frequentadores deste tipo de comercio,todos os dias e à mais de 35 anos que sou frequentador daquele espaço,nunca fui maltratado por ninguem,e sou respeitado pr todos os que lá trabalham pois conheço e até os nomes
    ,mas não à bela sem senão e os raraos problemas aconteceram no talho houve um sr. que felizmente já lá não está,que me desrespeitou,a ele nunca mais comprei nada,preferia comprar noutro lado,o que não falta são talhos em PA,hoje voltei a ser tratado sem respeito,pedi um bife para fazer ao almoço e quando cheguei à caixa o bife custava 3,96 euros um absurdo,noramalmente pago cerca de 2euros e chega,na caixa ao verificar a situação e quem tem uma reforma pequena voltei ao talho a reclamar o sr que lá estava ficou indignado até parece que quem pagava o bife era ele,tenho 76 anos quasi idade para ser avô dele e não admito que me falem no tom que ele me falou já que nunca por nunca ser falto ao repeito aninguem e apesar da minha idade e por necessidade ainda tenho trabalhar e no local onde trabalho aos fins de semana dar apoio a
    doentes mentais é arrasante e em 10 anos que lá trabalho todos me respeitam dos doentes aos familiares aos enfermeiros ao resto do pessoal e à administração,sous rspeitado até pelos próprios médicos,agora chegar a um Pingo Doce e ser desrespeitado por um
    vendedor de carne é inadmissivel-Passem Bem.

  3. paulo sousa diz:

    Porque nao vai saber os direitos que têm hà ACT(inspecçao de trabalho)e pedir que ajudem.
    Mas tenha coidado porque a ACT têm inspectores que nao fazem o trabalho de casa mas se tiver razao hà o provedor de Justiça para apertar com a ACT.
    Resumo da hestoria:A ACT e Provedor de Justiça acho que nao fonciona para as grandes empresas sò para as pequenas para mostrarem que comprem com a lei eu tenho a prova viva diso mas fica aqui esta:O provedor de Justiça europeu porque o de cà è sò para quêm eles querem.

  4. Jorge Paulino diz:

    Só têm direito ao dia que trabalhou, era só o que faltava, trabalhar para aquecer.

Deixa um comentário