Publicidade enganosa VODAFONE

Venho por este meio mostrar o meu descontentamento para com os métodos de angariação de clientes utilizados pelos vendedores da Vodafone. Ora vejamos:

Em Março de 2011 resolvi instalar net+tv+voz na minha nova residência, e, como tal, dirigi-me ao Centro Comercial Rio Sul, no Seixal, a fim de conhecer os preços praticados pelas várias empresas que disponibilizam tais serviços.

Todas elas praticavam o mesmo preço, que rondava os 42€, com excepção da Vodafone, cujo valor da mensalidade seria de 36,99€ durante os primeiros 12 meses, e só depois passaria aos tais 42€.

Naturalmente, perguntei à vendedora qual era a diferença (canais?velocidade da Internet?), ou se o valor final seria realmente esse, e a senhora garantiu-me que seria assim mesmo, pois era uma promoção para as adesões até 31 de Março. Decidi, então, optar pela Vodafone, achando que iria poupar alguns euros ao longo do primeiro ano de contrato.

Entretanto, o agendamento da instalação não correu pelo melhor, mas não irei descrever essa parte, porque não é esse o motivo da minha queixa.

Alguns dias após a instalação, a net e a tv deixaram de funcionar, e eu liguei, fiquei imenso tempo à espera (a linha de apoio é sempre paga, só para que conste) e não se resolveu nada.

Na segunda vez que liguei, avisei logo que, se não resolvessem o problema ou, de alguma forma, compensassem o prejuízo de estar a pagar por algo de que não estava a usufruir, iria desistir do serviço, pois ainda estava no período de experiência.

Dito isto, a pessoa que me atendeu disse que iria activar um desconto de 50% na mensalidade em questão (que, por acaso, seria a primeira), e assim foi: a primeira factura que me chegou era de 0€.

No entanto, quando chegou a mensalidade seguinte já era de 42,12€, e assim tem sido desde então, eventualmente variando em função das comunicações telefónicas que façamos. Já liguei para a vodafone, e também já fui à loja onde fiz a adesão pedir explicações, e o que me dizem é que a promoção em vigor seria:

36,99€ com oferta do valor da segunda box, sendo que o valor da box principal seria 5,12€/mês, ou seja, o valor real é de 42,99€, uma vez que, como é óbvio, tenho que ter box principal!

Portanto, a pessoa que me vendeu o serviço enganou-me deliberadamente, apesar de eu ter pedido todos os esclarecimentos e mais alguns, levando-me a aderir à Vodafone quando poderia ter optado por qualquer um dos outros, já que o preço é igual!

No momento em que recebi a factura já tinha passado o período em que poderia rescindir, portanto vou ter que ficar 24 meses agarrado a esta empresa que utiliza métodos nada éticos de angariação de clientes, porque, supostamente, eu é que percebi mal, e, como tal, não posso rescindir com justa causa!

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


2 Comentários para “Publicidade enganosa VODAFONE”

  1. António diz:

    Têm toda a razão. Como é possível que uma empresa como a Telecel se transforme nesta Vodafone onde a palavra Cliente não é conhecida.
    Mesmo pagando o valor que me é pedido pela rescisão do contrato, não o deixo de fazer… esta empresa não é digna de Clientes.

  2. Rita diz:

    Aconteceu-me práticamente o mesmo!
    O vendedor porta-a-porta, prometeu tudo e mais alguma coisa. Telefonei para o apoio ao cliente e confirmaram-me tudo!
    Assinei o contrato. Houve uns problemas com a portabilidade porque o AGENTE AUTORIZADO da Vodafone não deu os papeis que devia ter dado.
    Ao telefonar para saber o que se estava a passar vim a descobrir que, afinal, praticamente tudo o que o AGENTE AUTORIZADO da Vodafone e o Apoio ao cliente tinham dito era MENTIRA.
    Não vale a pena pedir esclarecimentos pelos vistos……
    E como a senhora diz “supostamente, eu é que percebi mal, e, como tal, não posso rescindir com justa causa!”
    E quando vou à loja a resposta que levo: “Não se deve confiar nos vendedores porta-a-porta!”.
    Sem comentários. Então não percebo para que é que a Vodafone os contrata. Perceber, percebo. È para endrominar e roubar ao máximo.
    Agora, vou fazer uma reclamação à DECO. Vamos lá ver se eles podem mesmo fazer tudo o que querem.

Deixa um comentário