Queixas queixa do Senhorio

Demissão de responsabilidades pelo senhorio e PSP

Durante cerca de 35 anos fui inquilino de uma seguradora, sendo os imóveis geridos, nos últimos anos pela Sogrupo – Gestão de Imóveis, da CGD, cuja principal preocupação é cobrar as rendas.

Há cerca de 3 anos, uma magistrada mudou-se para a casa ao lado. Tem um cão que quando é deixado sozinho, ladra todo o tempo, ansioso pela companhia dos donos. E é deixado dias inteiros sozinho, bem como até altas horas da noite ou até noites inteiras.

Reclamou-se várias vezes junto da dona, do senhorio e da PSP. Ninguém fez caso e continua tudo na mesma. há mais de 3 anos.

A PSP foi ao local mais de 40 vezes e além de nada ter feito, nem sequer os autos é agora questionada, e mente sobre o que viu. O senhorio demitiu-se de responsabilidades e escudou-se no silêncio para não chamar a atenção à magistrada e aproveitar para me obrigar a deixar a casa, por ser insuportável a situação, o que conseguiu.

Consegui aguentar-me durante alguns meses a pagar o arrendamento desta casa e de outra para onde tive de me retirar para não ficar louco, mas colapsei financeiramente.

Peço agora responsabilidades ao senhorio e continua a nada me responder fazendo constar que saí do apartamento apenas porque quis. 

Disse em determinada altura iz que como há queixa-crime apresentada na PSP é o tribunal que deve resolver.

Outros vizinhos se têm queixado e já houve actos violentos por causa da repetida violação da tranquilidade das pessoas e da falta de atitude de PSP e senhorio.

Além de advogados e tribunal, porque não tenho dinheiro para isso, que posso fazer para pedir responsabilidades à PSP e principalmente ao senhorio?

Já deixei a casa em Janeiro mas a minha revolta ainda não acalmou. Que posso fazer contra tanta injustiça?

Nem me falem em ter matado o cão porque o animal é mais uma vítima de gente irresponsável e mal educada e de entidades que não aceitam obrigações que têm.

Posso EXIGIR ao senhorio responsabilidades por não me ter garantido o sossego a que temos direito?

By: Luís Varela

Queixa contra senhorio

Quero apresentar uma queixa contra o meu senhorio!

Aluguei a minha casa numa ilha à cerca de dois anos, pago 200 euros e nunca falhei, mas tenho vários problemas na casa, sendo que alguns deles até podem vir a ser graves como o meu cilindro que deita agua por todo lado e chega a encher 3 baldes grandes numa hora.

Já para não falar que a àgua sai a escaldar e pode ser muito perigoso. Já falei varias vezes com o meu senhorio para vir arranjar ele ignora e chegou mesmo a dizer que se a casa não esta bem para eu me ir embora, foi mal educado comigo chegou a dizer-me também ” já imediatamente para a rua “.

Já para não falar que aos meus vizinhos ele arranja o que for preciso e a mim não arranja nada. Eu entendo que é por eu ser mais nova, tenho apenas 19 anos, que ele acha que pode fazer o que lhe apetece.

É uma injustiça! E que devo fazer para processar o meu senhorio? Ou então o que devo fazer para ele fazer obras completas na minha casa?

Chego até a deixar de ter gosto na casa, pois tem várias coisas estragadas como o lavatório, o cilindro, a sanita e tenho também uma parede toda podre com tanta humidade.

Sinto que o meu senhorio goza comigo e esta pouco se marimbando para mim, pois é com muito esforço que eu e o meu namorado pagamos a renda sempre sem falhar em dois anos acho que merecíamos um pouco mais de consideração. Aguardo uma resposta muito obrigado.

By: Cheila Raquel Maia Sousa Azevedo

Casa sem Condiçoes

Boa noite!

Venho por este meio fazer uma reclamação e ver se me podem dar alguma ajuda e os melhores conselhos.

A situação e a seguinte: em Outubro aluguei um apartamento t2 por 325€  nos primeiros dias relatei ao meu senhorio que o autoclismo do nosso wc não estava a funcionar correctamente, ele prontificou se arranjar a verdade e que passado uma ou duas semanas a torneira do autoclismo ficou mal fechada e tivemos uma inundação entrou agua no nosso quarto e no da nossa filha.

Nnesse mesmo dia liguei aos meus senhorios e eles ficaram de vir arranjar a verdade e que o chão do nosso quarto levantou todo ao fundo da nossa cama a porta já mal abre e ate hoje não há solução.

No dia 24 de dezembro de 2010 voltou acontecer a mesma coisa e agora no dia 21 de janeiro de 2011 voltou haver uma inundaçao mas desta vez foi de tal maneira que como nao estavamos em casa quem entrou em contacto com o meu senhorio foi a sra do res do chao porque ja lhe estava a pingar agua.

Resumindo a minha mobilia de quarto esta a ficar toda estragada (custou 1500€ e em wangue) no quarto ja não se caminha, ele disse me agora vamos esperar que o resto do chao levante para ver o que temos que trocar e nem quis saber de mais nada.

Gostaria de saber o que posso fazer e se posso de alguma maneira recusar me a pagar a renda visto que nao tenho condiçoes para habitar neste apartamento.

Agradecia que me dessem uma ajuda.