Queixas TMN

TMN Avaria de Telemóvel

No dia 06/10 após uso do meu telemóvel, notei que o mesmo estaria mais quente que o habitual. Estranhando o facto e o receio de tal situação, decidi pô-lo de lado. Algum tempo depois quando necessitei de o usar reparo que o ecrán estava na sua metade superior de cor verde translucida, ficando o restante normal.

Pensado que seria algo de alguma má configuração, decidi reiniciar o telemóvel. Ao fazê-lo noto que o tom verde se mantinha, e que existiria uma mancha cinza escura translucida no ecrán e várias pintas ao longo de todo o ecrán que no fim do dia alastraram-se até que este ficou todo negro.

Ficando preocupado com o que sucedeu dirigi-me à loja Pt Blue Store do CC Aqua em Portimão, que informou-me que não possuiam serviços técnicos, pelo que deveria dirigir-me a outra loja. Decidi activar o serviço SOS Telemóvel Telefónico, fazendo uso ainda do meu telemóvel, pelo que apesar das manchas ainda funcionava e ainda se via bem os menús. No dia 09/10 veio um estafeta da TMN levantar o equipamento, tendo sido o próprio a embalar o mesmo e colocá-lo numa caixa de cartão com o logotipo da TMN.

Fui avisado que os serviços de raparação tendencialmente complicam as coisas e alertaram-me para dar conhecimento de tudo à Provedoria do Cliente da PT. Assim o fiz.

Na semana seguinte fui contactado pela TMN que me informou que após perícia técnica existiam vestígios de mau uso e o ecrán estaria partido e pelo que a TMN não activaria a garantia. Fiquei desolado e atónito com a informação prestada, pois o meu telemóvel nunca foi vítima de mau uso, e nem um risco teria, muito menos o ecrán estaria partido, nem tal coisa me teria passado pela cabeça.

Protestei, com e-mails, telefonemas por todos os meios possíveis, mas não serviu de nada. Apresentaram-me um orçamento de 154€ + IVA, e se não aceitasse o equipamento seria devolvido sem qualquer intervenção.

Recusei pois aceitar o orçamento era dar-me como culpado. Tentei falar com a TMN e com ao Provedoria da PT no mesmo dia, mas nunca o consegui pois se por um lado não passava dos Assistentes de Call Center, por outro lado não obtinha resposta da Provedoria do cliente.

No fim do dia, recebo um e-mail, a informar-me que o equipamento seria devolvido, na ausência de resposta e dificuldade em por-me em contacto com alguém com poder de decisão, vi-me obrigado a aceitar o orçamento e pedi ao Assistente que colocasse em observação que aceitaria o orçamento porque não tinha outra alternativa, dado a dificuldade em falar com alguém sem ouvir a frase “está em análise aguarde contacto”, e que desta forma senti-me coagido pelas circunstâncias a aceitar.

Portanto, aceitei a reparação com a devida ressalva e imediatamente, efectuei nova reclamação à TMN e à Provedoria do Cliente PT.

Até á data de hoje, 3 semanas passadas, nunca fui contactado a respeito de todas as reclamações que efectuei onde informava que não teria infligido qualquer dano ao telemóvel e que este não possuia vestigios de mau uso, tendo 2 meses de “vida”, e que nem um risquinho teria e muito menos um ecrán partido à data da entrega do mesmo ao estafeta da TMN.

Nunca me foi dada hipótese, pois fui sempre ignorado. Na semana seguinte sou contactado por alguém que me pede dados, principalmente o e-mail para proceder ao envio do relatório técnico e provas fotográficas… isto creio que a 14/10.

Até à data não recebi nada, e estamos a 2 de Novembro.

Insisti várias vezes com vários e-mails e fax, possuo relatórios de entrega e leitura, tanto da TMN como da Provedoria da PT, mas nunca obtive um feedback.

Continuam a culpar-me de ser o responsável pela avaria e descredibilizam os meus argumentos ignorando-os.

Farto de ausência de informação e resposta à minha reclamação, no dia 30/10 ligo novamente à TMN para saber se exisitira alguma informação sobre o assunto, para meu espanto fui informado que o telefone já estava reparado e pronto para ser enviado. Não me teriam informado sobre isso. Fiquei a saber por mero acaso.

Agendou-se a entrega do mesmo para o dia 02/11 entre as 9h/13h, com a ressalva que iriam facturar a reparação conforme orçamento.

No dia seguinte, dia 31/10 sou contactado a informar que se confirmava o agendamento da entrega para dia 02/11.

Hoje, dia 02/11 esperei, mas o estafeta não apareceu, e o telefone não foi entregue. Este serviço é ma custo do cliente no valor de 20.91€.

Liguei á TMN, fui mal atendido, com arrogância e prepotência, e foi-me dito que como teria pedido a entrega das peças antigas, que decidiram cancelar a entrega no dia 31/10. Não fui informado deste cancelamento e perdi uma manhã inteira para nada fechado em casa, e cujo o dia teria sido um dia de férias colocado justamente para este efeito.

Foi dito pelo assistente que por ter sido feriado no dia 01/11 e dada a lista de espera não existiu a possibilidade de me avisar. O certo é que existe aqui algo que não funciona, parece-me a mim que evitam contactar-me.

Hoje, decidi reclamar novamente à TMN e à Provedoria do Cliente, a informar a mesma coisa, algo que já fiz muitas vezes, de que não aceito ser culpabilizado de algo que não fiz e que não é verdade, independentemente do que a perícia técnica afirma.

Não posso aceitar que me acusem injustamente, não posso aceitar que ignorem a sintomatologia apresentada por mim, não posso aceitar porque tudo o que digo é a mais pura verdade. Sinto que sou visto como mentiroso ou como alguém que quer tirar vantagem desta situação.

Afirmo o que disse inicialmente à TMN e Provedoria, por várias vezes: Continuo a informar-vos de que não infligi qualquer dano ao meu telemóvel.

E reitero novamente que discordo de todos os pareceres técnicos, independentemente do que possa constar no relatório técnico.

Sendo que baseiam-se e citando as vossas palavras “na eventualidade de…”, portanto suposições e sem certezas, na acusação que proferem.

Como tal, aguardo que o façam em tempo útil designado na lei e cumpram a mesma.

Irei lutar para que me seja dado o direito de activar a garantia e se o ecrán internamente estalou é porque já teria essa fragilidade de início, um telefone supostamente deve ter resistência quando não têm mau uso.

Irei fazer uso do meu direito a substituição do mesmo, EXIJO SUBSITUIÇÃO DO MEU EQUIPAMENTO.

Este Equipamento avariou de forma estranha, e a forma como aconteceu é algo que a meu ver não me oferece segurança. Agora é uma questão de principio.
Obrigado.

TMN – Pedido de portabilidade e Troca de pontos

Em Abril deste ano surgiu a oportunidade de mudar de empresa de telecomunicações e esta ofereceu-me a possibilidade de ter um pacote de telemóvel muito interessante, mas o plano deles era com a Optimus e eu na altura era cliente da TMN (a mais de 10 anos).

Agora por ordem cronológica os acontecimentos:

28/04/2012 – Pedido da troca de pontos
Entre 07/05/2012 e 11/05/2012 – Pedido de portabilidade
Entre 07/05/2012 e 11/05/2012 – A portabilidade foi rejeitada pelo facto de não estar no meu nome
Entre 07/05/2012 e 11/05/2012 – Correcção do meu nome
18/05/2012 – Pontos cancelados
22/05/2012 – Aceitação da portabilidade

Então e como referido pedi a troca dos pontos. Entretanto e ao mesmo tempo que peço a portabilidade recebo em casa uma encomenda no nome de Manuela e como não conhecia ninguém com esse nome mandei para trás isto aconteceu duas vezes.

Nessa mesma semana a portabilidade é rejeitada e eu sem perceber o porquê telefonei e disseram que o meu número (que o tinha desde que comprei um telemóvel novo na loja) estava no nome de Manuela (neste momento já não tenho a certeza do nome).

Entretanto efectuei telefonemas para resolver a questão da portabilidade e num desses telefonemas eu abordei a questão que o cartão da MEO tinha sido erradamente enviado no nome da outra senhora e que eu tinha rejeitado e o operadora disse claramente que seria contactado.

No inicio de Setembro lembrei-me que ainda não tinha recebido o cartão e contactei a TMN que disse simplesmente como já não era cliente eles não tinham de contactar.

Vendo a cronologia eles podiam ter contactado no inicio de Maio a dizer que os pontos iriam ser repostos não recebi nenhum contacto (nem por sms, telefonema ou email) e a portabilidade foi aceite 4 dias depois dos pontos repostos.

Em resumo não tive qualquer culpa no erro da TMN que de um momento para o outro colocou o nome desta Manuela no meio durante 10 anos nunca tive problemas, efectuei trocas de pontos sem problemas, tornei-me cliente de mais um serviço da PT a MEO e sempre dei o meu nome, no portal Cliente PT associei as duas contas sem problemas e nunca apareceu outro nome a não ser o meu. Quando peço a portabilidade começam os problemas.

O meu pedido de novo cartão foi rejeitado e que me deixou bastante triste pois o cartão foi emitido e era só devolverem novamente com o meu nome.

TMN não cancela tarifário sem fidelização após ser burlado por comercial TMN

Durante 1 ano tive activa uma placa banda larga com tarifário E-escolas, esse contrato terminou a 27/9/2011, desde meados de Julho do mesmo ano fui contactado por diversos comerciais TMN para renovar contrato, eu disse sempre que não pretendia pois não queria fidelizar-me, foram persistindo até que em Setembro do ano transacto me ligou um comercial que me disse o seguinte :
“Sr. José como o senhor não se quer fidelizar tenho o tarifário indicado para si, paga 10€ por mês por 2 gb de tráfego exactamente com as mesmas característica do serviço que tem, sem precisar assinar qualquer contrato” então perguntei, após os 2 gb barra o tráfego? pois é o meu filho de apenas 14 anos que utiliza o serviço, ao que me respondeu ” sim barra, fica exactamente com as mesmas característica que tem agora (meados de Setembro de 2011)” como não tinha que assinar contrato e ficava com as mesmas característica resolvi ficar com o serviço pois durante o ano em que tive contrato nunca tive problemas( nunca assinando contrato).

No Mês de Novembro veio-me uma factura de 11€, paguei de imediato mal recebi, Em Dezembro recebo uma factura de 230€, de imediato liguei para o 1696 a reclamar e pedir esclarecimentos a 23/12/2011, fui informado pela assistente que o tarifário era de 4gb e após atingido o plafond era cobrado por fora 0,26 cêntimos por Kb, como não era o acordado com o comercial que me activou o serviço de imediato pedi o cancelamento da placa ( não assinei contrato) pois não estou fidelizado, a operadora do 1696 disse-me que era noutra linha que cancelavam, passou a chamada e o operador tentou demover-me de cancelar o serviço ao qual não acedi, dia 24/12/2011 enviei e-mail com aviso de entrega e leitura para o e-mail cliente@tmn.pt onde expuz detalhadamente o sucedido e pedia cancelamento imediato do serviço pois era o meu filho de 14 anos que utilizava a pen e não vivendo eu com ele (sou divorciado) não queria o serviço activo.

Responderam-me ao e-mail dizendo que iam analisar o assunto e previam responder dento de 10 dias, no entanto passados 3 dias mandaram-me um mail a dizer que emitiram uma nota de crédito de 199€ ficando a factura no valor de 31€ que é o valor da mensalidade do tarifário ilimitado da TMN, repondi que pagaria apenas a mensalidade ( o que fiz) pois tinha sido o acordado com o comercial deles, em 03/01 do ano corrente ainda não tinham cancelado a Placa, dirigi-me a uma loja TMN preenchendo um formulário a pedir o cancelamento imediato e factura detalhada do serviço, na loja disseram-me que no maximo em 24 horas estaria cancelado o serviço, a TMN emite a factura detalhada mas não cancela a conta, mandei inúmeros e-mails a reclamar e nada, liguei para o 1696 e mais uma vez me passam para outro serviço onde me informam que só cancelam o serviço a 31 de Janeiro, revoltado disse-lhe que não estou fidelizado o que a operadora confirmou e como tal queria a suspensão imediata do serviço, informou-me que não podia ser pois só dia 31 o podia fazer.

Agora pergunto se não assinei nenhum contrato e não estou fidelizado porque não me cancelaram o serviço a 23/12/2011 como pedi?! Abusivamente a TMN mantém ainda a Banda larga activa… já lhes informei que não pago o mês de Janeiro pois não me podem obrigar a ter um serviço que não quero.

Agradeço que alguém faça alguma coisa contra esta atitude abusiva, abusiva por não cancelarem a placa e abusiva por me activarem um serviço com características totalmente diferentes do que acordei com eles.
Não acredito que alguém tenha legitimidade para agir assim e ficar impune. Ou Tem?!

Falhas nos serviços da TMN

Todos os dias por volta das duas da manha em Abrantes e arredores alguns cartões da TMN deixam de funcionar até às onze da manha!

O estranho é que esses cartões recebem chamadas e mensagens mas não conseguem efectuar qualquer operação como por exemplo pedir o saldo, fazer chamadas enviar mensagens, enviar um kolmi, nao dá para fazer nada!

Agora pergunto á TMN que porcaria de rede é esta que se numa emergência precisarmos de ajuda nem para o 112 dá para ligar!!!

Se chegar o dia do ultimo carregamento temos de pagar porque se não ficamos barrados mas quando o fazemos a horas nem os serviços mínimos garantem!!!

Banda larga TMN

Caros amigos, é assim: pelos vistos a minha mãe assinou um contrato (na altura era menor de idade) de 3 anos para usufruir da banda larga TMN, mas já não uso essa internet porque tenho a MEO.

Ou seja, o contrato foi assinado em Maio de 2010, salvo erro, e tenho de pagar a internet todos os meses até MAIO DE 2013 (!!!)

Agora gostava de saber se há alguma hipótese de cancelar este contrato porque nem uso a internet..

Perguntei na TMN se podia cancelar e ela disse que se cancelasse ia pagar uma bruta de uma indemnização e que provavelmente saia muito mais caro que pagar os 4,71€ que pago mensalmente.

Ok, 4,71€ não é muito, mas contando que estamos em época de crise e não usufruo dessa internet e ainda falta 1 ano e meio (aproximadamente) para acabar o contrato, é uma despesa desnecessária e evitável.

Por: César Silva

Vodafone Portabilidade

Pedi a portabilidade do meu nº de telefone da vodafone para a TMN e pasme-se, deixei de conseguir receber chamadas da VODAFONE, no entanto recebia de todas as outras operadoras.

Contactei a TMN que disse que o problema iria ficar resolvido em 5 dias! Da Vodafone, contactado atraves de outro nº do qual não estava a conseguir ligar para o meu TMN, disseram que não havia nenhuma espécie de bloqueio / boicote da VODAFONE, que teria de resolver o problema com a minha operadora, ou seja a TMN! Inadmissível!

By: Sofia

TMN Garantia

Eu tenho um telefone dentro da garantia na TMN desde Novembro!!!! É verdade, está desde Novembro a reparar, agora queriam dar-me um usado!

Como não aceitei têm andado a ameaçar-me para eu não ir para tribunal e ate à data nada é resolvido, é uma vergonha esta empresa faz o que quer impunemente…. assim eles tem lucros a roubar os clientes….

By: Carlos Borges

Atendimento TMN

No dia 4 de Agosto desloquei-me de Lagos para Portimão, afim de ir à loja da PT TELECOM / TMN, afim de entregar o meu telemóvel, que avariou, e está na garantia, para reparação técnica.

Cheguei a Portimão às 17.48h, mas até conseguir estacionar e chegar à loja eram 18.02h. Entrei na loja, que ainda tinha clientes e solicitei que me atendessem, pois tinha-me deslocado de Lagos, e devido ao transito e ser Verão e ainda por cima mês de Agosto, por muito que quisesse não consegui chegar antes das 18.00h, e pedi encarecidamente que me recebessem o telemóvel que avariou e que me faz falta,  para não ter que voltar a deslocar-me novamente.

O colaborador disse-me que não me atendia porque a loja encerra às 18.00h e eu tinha chegado dois minutos depois e teria que voltar no dia seguinte.

Permaneci na loja até às 18.23h, com ainda um cliente na loja a ser atendido, voltei a implorar sem êxito nenhum.

E o pior é que eu já tinha estado na mesma loja no dia 2 de Agosto, explicando a anomalia do telemóvel, o qual me disseram, (penso eu para se descartarem), que a avaria era do cartão SIM, e que tinha que pedir 2ª. via.

Pedi imediatamente, recebi no dia seguinte, mas após colocação, o telemóvel apresentava exactamente o mesmo que anteriormente.

Agora não sei que fazer, o serviço prestado foi de uma má qualidade para uma empresa de grande dimensão que é a PT TELECOM.

O cartão SIM tem um valor de 7.50€ mais IVA, o qual não resolveu em nada, o que faço, penso que a empresa deverá devolver-me o dinheiro, pois a informação prestada pelo colaborador não foi a correcta, e continuo após duas tentativas de resolver o problema sem o telemóvel em condições.

By: Cristina Dias

Pontos TMN em troca de nada

Trata-se este caso de ter aderido a uma promoção (carro cabrio da Europcar por troca de pontos), que nunca se concretizou e que ao fim de dois meses de contactos infrutíferos me levou a concluir ser inútil e em consequência a desistir.

Quem anuncia uma coisa que não tenciona cumprir comete uma burla.

O que eu queria era um esclarecimento, um pedido de desculpas, algo que me mostrasse a TMN ter um mínimo de consideração pelos seus clientes.

Mas tudo o que eu tenho são contactos de meninas de call-center que nem fazem ideia do que se passa ou mails caricatos como esta vossa resposta.

Sem falar nos 7 (sete) sms com números de processo que depois não têm seguimento.

Já agora a cereja no topo do bolo: no dia em que finalmente me devolvem os pontos enviam também um sms a anunciar formalmente que os mesmos expiram no fim do mês..

By: Angelo Lucas

Serviço TMN

No dia 2 de Maio de 2011, depois de uma troca de emails, a minha empresa recebeu a visita de uma comercial TMN, Marlene Correia, que nos apresentou uma boa proposta de adesão aos serviços de telefone fixo, internet, equipamentos de telemóveis e com tudo isto a oferta de uma placa de banda larga de 100 megas, sem mensalidade.

O tempo passou, e só vieram instalar a internet e o telefone fixo.

No dia 19 de Maio, depois de várias tentativas de comunicação com a comercial, sem que ela atendesse o telemóvel, lá conseguimos falar com ela, e mostrou-se muito admirada dizendo que ia ver o que se passava.

Nesse mesmo dia, soubemos depois que deu entrada então o contrato dos telemóveis, cujos cartões ficaram logo activados. Mas a empresa só os recebeu no dia 1 de Junho. Os telemóveis apenas nos foram enviados em 27 de Junho. Mas a factura que recebemos era referente a Maio e Junho.

Fizemos várias queixas, mas cada um dos operadores parecia saber menos do que o anterior, sendo que se limitaram a abrir processos atrás de processos.

Quando os telemóveis chegaram, verificamos que um deles, Nokia x2 não aguentava ligado mais do que cinco horas.

Nova reclamação para o SOS telemóvel da TMN. Que sim, que viriam buscar o equipamento porque estava dentro dos trinta dias. No dia seguinte, nova chamada para a empresa a dizer que tinha havido um engano e que não podiam vir buscar o equipamento porque ainda não tinham passado trinta dias, e que a empresa é que tinha de resolver a situação.

Da placa de banda larga prometida ninguém sabe de nada. Mas fartaram-se de telefonar para a empresa a solicitar que em vez desta banda sem mensalidade ficássemos com outra com mensalidade de 2,50 euros, o que sempre recusámos.
Banda Larga TMN
Resultado: queixa para a ANACOM, queixa para o Serviço de Clientes com a nota especial de que não serão pagas quaisquer facturas até a situação estar resolvida.

By: Maria do Carmo

Pagina 1 of 212