Queixas zon

A incompetência da ZON não tem limites

No passado dia 30 de Janeiro instalaram na residência do meu pai, em Almada a Zon “fibra”, o pacote subscrito foi o de 120 Megas.

Quando o tecnico acaba a instalação os valores de download eram 56 Mb e os upload’s 3 Mb, segundo este os valores normais, mais tarde regularizava-se a situação.

Esperamos como sempre e passado dois dias, telefono a perguntar ao apoio tecnico qual o ponto da situação, quando me respondem que o processo estava finalizado. Pois qual o meu espanto que ao consultar o equipamento este regista 58 Mb de download e 3 Mb de upload. Valores inferiores ao pacote vendido abaixo do pacote contractado.

A vergonha completa. Só não percebe porque é que a ANACOM não resolve estes casos.

A vergonha não tem limites, parte a parte. Se a entidade reguladora não resolve nada, simples, fecha-se e gasta-se menos dinheiro dos contribuintes.

Em relação à ZON só me resta ir para a MEO. Se esta não funcionar, bem nesse caso tenho de recorrer a um alojamento fora do pais.

Portugal no seu melhor.

Novo pacote IRIS

A Zon actualizou há dias (dia 15) o pacote de 60 megas para 100 megas…isto segundo o que vem publico no bloco publicitario, só que depois de ter contactado o serviço de apoio da Zon, informaram que esta actualização seria apenas para adesão de novos clientes.

Ora eu acho isto uma tremenda injustiça e um atentado a democracia; 2 clientes pagam o mesmo valor na factura um tem 60 megas de internet e outro 100 megas.

Gostaria que este assunto fosse esclarecido.

Muito Obrigado

Rui NUnes

Vendedor da Zon

Andava à procura de trabalho e fui aconselhado a ser vendedor da Zon em Évora, com tantas promessas de ganhar tanto, acabei por não receber nada, eles arranjam sempre uma desculpa para não pagar, e quase todos os dias arranjam pessoas, para essas pessoas serem enganadas.

E assim eles levam a loja às custas dos outros! Tenham cuidado em trabalhar na zon em evora na loja de vendedores.

Burla nos serviços da ZON

Cingindo-nos aos factos, quem está a residir numa das nossas moradias, em que temos os serviços ZON, quiseram subscrever serviços adicionais. Contactando a ZON, foi perguntado por três vezes se haveria algum novo período de fidelização, e por três vezes lhes foi dito que não, que este não existiria por esta se tratar de uma residência em que os produtos ZON já existiam há bastante tempo. Foi então feita essa adesão telefónica.

Posteriormente, contactando a ZON após a instalação desses novos serviços, foi-nos dito que “afinal de contas” existia um período de fidelização de 12 meses, contrariamente tudo o que tinha sido afirmado anteriormente. Evocando as evidências da outra chamada telefónica, foi-nos recusado o acesso à mesma, mas foi-nos igualmente proposta uma alternativa – em vez de ficarmos fidelizados nessa moradia, ficássemos fidelizados na nossa morada principal, algo que obviamente rejeitámos. Ainda disseram que teríamos de pagar desistir da fidelização mencionada acima.

Ora bem, isto tem um nome – burla – e queria portanto aconselhar todos os clientes que pretendam mudar para a ZON a descartar, como falsas, todas as promessas feitas telefonicamente e que não tenham por escritos. Quanto a nós, vamos levar a situação a tribunal e desistir, quanto antes, de todos os serviços que temos com a ZON e que não estão em período de fidelização.

Monopólio Zon no Parque das Nações

Sou o cliente nºC233647602 da ZON.

Por dificuldades financeiras pontuais, não liquidei algumas facturas, pelo que a Zon cortou os serviços que tinha contratados(tv e net). Até aqui nada a opôr. Todavia, na zona onde resido a Zon tem o exclusivo do transporte do sinal, incluindo um contrato com o urbanizador do prédio onde habito.

Não é obrigada a deixar ligados os canais abertos, já que não posso recorrer a outro operador?

Agradeço que me informem se é assim, ou como devo proceder.

Cumprimentos,

Raul Patrício Álvares

Zon – Cancelamento

O motivo porque escrevo pode não ser bem uma queixa para já mas um pedido de informação.

Em 20 de Janeiro deste ano decidi mudar o serviço da casa da minha avó, onde correntemente vivo, da zon para o meo. Por parte do meu tudo ok, tirando uma questão que os instaladores se recusaram a mudar o novo telefone para a sala, mas uma queixa no apoio a cliente resolveu tudo facilmente.

Ora a questão foi que eu pensei que o próprio meo cancelaria o contrato com a zon quando fez a portabilidade do serviço, o que não aconteceu. Provavelmente foi má informação minha.

Hoje recebi uma factura da zon pelo que entrei em contacto com o meo e me foi comunicado que teria de ser a minha avó a cancelar o serviço, pelo que posteriormente liguei para o serviço de cancelamentos da zon. Após 40m de espera (coisa que eu já sabia que iria acontecer) la me atenderam. Como se poderia esperar, a rapariga veio com a historia do porque do cancelamento e que eu não entrei em contacto com eles sobre condições e benefícios e o blabla do costume mas eu cortei-lhe logo a palavra e então la me disse o que era preciso para fazer o cancelamento, ir a uma loja ou enviar os dados por correio (amanha já vou a uma loja tratar disso).

Ora a minha duvida foi que ela me informou que a empresa usa uma coisa chamada de “regra do dia 20”, que pelos vistos os cancelamentos efectuados depois do dia 20 de cada mês (mesmo que seja a 21), só serão processados do dia 20 do mês seguinte.

Ela não mo informou mas já estou a espera que entretanto me seja enviada outra conta.

Será isto legal? Alguém que tenha vivido uma situação idêntica me pode dar uns avisos ou informações de modo a evitar uma eventual tentativa de abuso?

Muito obrigado pelo tempo dispensado e uma boa tarde a todos.

Burla na ZON

Então é o seguinte: no mês de Dezembro de 2011, veio a nossa casa um vendedor da ZON, para tentar vender alguma coisa.

Como nós tínhamos serviço da MEO, dissemos que não estávamos interessados, mas quisemos ouvir a proposta do vendedor, que consistia no pacote Smart HD, com 105 canais, net de 30MB, ZON HUB fibra e acesso aos Hot Spots da ZON, por um preço mais baixo do que estavamos a pagar com a MEO.

Como já referi, tínhamos o serviço da MEO, com o qual ainda tínhamos um período de fidelização de aproximadamente um ano, o que impossibilitava a alteração de serviço.

Posta esta situação, o vendedor disse que havia uma alternativa, que consistia em fazer a portabilidade do numero de telefone da MEO para a ZON, e que neste caso a ZON trataria de contactar a MEO e fazer a portabilidade do serviço, tanto de telefone, como de televisão e internet.

Achámos a situação estranha e o vendedor disse que voltava a passar cá com o chefe, para ele explicar a situação. Assim aconteceu, e o chefe explicou a mesma coisa, e que a adesão e instalação do serviço não iria ser cobrada, que o primeiro mês era grátis e que após a portabilidade ser feita, o serviço MEO iria ser desactivado.

Como iríamos ter mais vantagens e pagar menos, resolvemos aderir ao serviço.

Passados uns dias, veio cá o técnico fazer a instalação, tudo impecável.

Passado uns tempos, apareceu uma factura da ZON, com 35.5€ para pagar, 5.5€ do aluguer do material e 30€ da taxa de activação da box e na parte do pacote dizia que teriamos de pagar 49.99€, com desconto ficou em zero, mas que não eram os 42.59€ que o vendedor tinha dito. Achamos estranho e contactamos o vendedor, que nos disse que teria sido um erro de facturação e que iria chegar a factura correcta dentro de dias (nunca chegou).

Aproveitamos e contactamos a MEO para saber se o serviço já tinha sido desactivado/transferido, ao que nos disseram que a situação que estávamos a relatar não era possível de ser realizada durante o período de fidelização, ao contrario do que o vendedor e o chefe nos tinham garantido.

Ligamos à ZON para procurar esclarecimentos, que nos disseram que o pacote vendido pelo vendedor não existia.
Como é óbvio quisemos desistir do serviço, pois estávamos com ZON e MEO. Falamos com operadores diferentes, que nos disseram coisas diferentes.

Numa primeira fase disse que em três dias o serviço ia ser desactivado e que iriam oferecer os Hot Spots como compensação pelo engano. Fizemos ainda queixa contra o vendedor, contra o chefe e contra a própria ZON, pois deveria ter responsabilidade nos seus vendedores.

Passados 3 dias não se passou nada. Voltamos a contactar a ZON, e não só não tinham registo da nossa primeira chamada e respectivas queixas, como disseram que não era possível desistir do serviço pelo telefone (teríamos de nos dirigir a uma loja) e não garantia que não fossemos pagar alguma multa por causa desta situação.

Resumindo, fomos enganados pelo vendedor/chefe/ZON, ficamos com dois serviços (ZON e MEO), e sem perspectivas de resolução.

Se isto se manter a única opção é avançar por meios legais e processar o vendedor, o chefe e a ZON por burla, pois é óbvio que o vendedor e o chefe fizeram os possíveis para vender algo que não existia e receber as respectivas comissões, e a ZON deveria ter mais responsabilidade nos vendedores que mete nas ruas.

Zon – inqualificável

Sou cliente fibra, TV+Net+Voz da operadora em título. Após dez dias, dezenas de horas ‘pendurado’ ao telefone com o 16990, por força de avaria no serviço de voz, não consigo encontrar palavras para qualificar a incompetência e a total falta de profissionalismo do referido serviço de apoio.

Entre informações contraditórias, atendimentos antipáticos e agressivos, ameaças veladas, faltas a compromissos, esperas exasperantes e, naturalmente, uma ineficácia total na resolução da avaria, momentos houve em que me cheguei a sentir o culpado pela situação (e talvez o seja) e não um cidadão comum que mantém um contrato com uma prestadora de serviços arrogante e prepotente que não cumpre com as suas obrigações.

Tendo em consideração a dimensão e o nível tecnológico da empresa e bem assim os seus colossais investimentos publicitários e promocionais não se compreende tamanhas desorganização e incompetência.

O meu primeiro impulso foi cancelar o contrato e subscrever os serviços da Meo.

Após auscultação da opinião de clientes da última e ‘passeado’ pelos fóruns facilmente concluí que ao fazê-lo iria ter apenas ‘mais do mesmo’.

Será sinal dos tempos esta nova forma de opressão ? Ou deveria ter dito espoliação ? Afinal o que representa uma cliente a mais ou a menos ?

Poupei-me deliberadamente a detalhes, que seriam cansativos e desagradáveis, mas que quem, como eu, já se deparou com este tipo de situação sabe bem avaliar.

Não reclamo, constato. O nosso país é uma somatório de ZONs.

IRIS ZON – TRAFULHADA

A ZON deve ser a empresa com o maior numero de mentirosos por m2.

Não há um funcionário que não conte uma “treta” só para se safar… porque eles sabem bem onde trabalham.

Pedi para passar da Zon normal para Iris Zon em Novembro e na primeira tentativa não instalaram porque a cablagem (deles!) não tinha sinal suficientemente forte para correr o serviço. Ok!

Marcamos uma nova intervenção para substituir a cablagem… outro técnico, e não já não era preciso mudar a cablagem, estava tudo ótimo!

Bem, quando pretendemos usufruir do IRIS 30, não tinhamos os serviços adicionais ativos, e tinhamos deixado de ver os canais que já tinhamos anteriormente!

Ligamos para a assistência e pedi para ativarem os serviços adicionais (os tais que se podem mudar todos os meses!)…

Não podiam, tinhamos que gramar com o pacote que não tinhamos escolhido por 30 dias! Como protestei fortemente, a menina do call center, pediu um minuto para falar com a parte técnica (faz parte do treino…ganhar tempo para inventar outra mentira!).

Afinal era um problema com a nova Iris box, mas a mesma só seria substituida em 8 dias!! Extraordinário… Ah! E a oferta do funcionário da Zon de incluir o Disney no preço de 55,99 afinal não podia ser!

Dirigi-me para uma loja para cancelar o serviço. Não podia! Só por fax (porque não telex?)! Ou seja, está o circo muito bem montado…

Que tal ficarmos todos 3 meses sem ZON para vermos os tipos desaparacer. UNAM-SE!

Obrigado e pensem duas vezes antes de falarem com a ZON.

Fim de Contrato Zon

Após mais de 5 anos como cliente TVCABO (ZON), decidi deixar este operador pelas razões que são conhecidas de muita gente: o mau atendimento e o mau acompanhamento do cliente.

Após registar o meu pedido de cancelamento, fui contactado de imediato, para saber quais as razões e se haveria algo que fosse possível fazer para mudar de ideias.

Quando disse que não, para minha surpresa foi-me dito que por causa de ter mudado de serviço digital para cabo, tinha 1 período de fidelização de 1 ano que estava a quebrar e que iria ter que pagar as respectivas facturas.

Pergunto eu, tendo sido atendido por telefone, onde não foram fornecidas essas indicações, até que ponto isto será legal?

Até porque para todos os efeitos, tal como foi transmitida pela operadora, os serviços disponibilizados, eram para continuar a manter o mesmo serviço, sem alterações fosse ao que fosse. Mais uma vez a operadora age como quer e não é penalizada por isso.

Pagina 1 of 3123