TELO SISTEMAS – VIGARISTAS !!!!

Caros Colegas fornecedores e prestadores de servios.

Aqui vai um aviso aos fornecedores. No faam NENHUM tipo de negcio com a TELO SISTEMAS ANTI-INCNDIO, agora a nova TELO – SPARKOFF em Perafita – Freixieiro – Rua Oriental, 1329. Nunca vi uma gerncia to VIGARISTA, FALSA, ENGANADORA. Quando falamos com este tipo de pessoas (Familia TELO DA FONSECA – VILA NOVA DA TELHA) mais vale estar de p atrs, que eles so especialistas em pintar um mundo cor de rosa… mesmo s FACHADA. So pessoas NON GRATA,NON GRATA,NON GRATA.
Nunca vi pessoas deste tipo durante toda a minha vida… so mesmo do PIORIO.

FAO AQUI O AVISO.

15 comentários em “TELO SISTEMAS – VIGARISTAS !!!!”

  1. No Tribunal do Comrcio de Vila Nova de Gaia, 1. Juzo de Vila
    Nova de Gaia, no dia 13 -01 -2012, pelas 08,30 horas, foi proferida
    sentena de declarao de insolvncia do(s) devedor: Telo Sistemas
    Anti -Incndio, L.da, NIF 503076449, Endereo: Rua Padre Antnio
    Ribeiro da Silva, 260, Cave, Esquerdo, Maia, 4470 -245 Maia, com
    sede na morada indicada.
    So administradores do devedor: Aurlio Carlos Telo da Fonseca,
    estado civil: Desconhecido, Endereo: Rua Dr. Antnio Martins da
    Costa Maia, 84, 3. Esq. Frt., Moreira da Maia, 4470 -568 Maia e, Pedro
    Jos Costa Telo da Fonseca, estado civil: Desconhecido, Endereo:
    Rua A, N. 56, Urbanizao da Boua Grande, 4470 -719 Vila Nova da
    Telha Maia, a quem fixado domiclio na(s) morada(s) indicada(s).
    Para Administrador da Insolvncia nomeada a pessoa adiante identificada,
    indicando -se o respetivo domiclio. Dra. Maria Margarida de
    Almeida e Silva, Endereo: Rua de Santa Catarina, N. 391, 4. Esq.,
    Porto, 4000 -451 Porto.
    Ficam advertidos os devedores do insolvente de que as prestaes a
    que estejam obrigados, devero ser feitas ao administrador da insolvncia
    e no ao prprio insolvente.
    Ficam advertidos os credores do insolvente de que devem comunicar
    de imediato ao administrador da insolvncia a existncia de quaisquer
    garantias reais de que beneficiem.
    Declara -se aberto o incidente de qualificao da insolvncia com carter
    pleno [alnea i) do artigo 36. do CIRE]. Para citao dos credores
    e demais interessados correm ditos de 5 dias.
    Ficam citados todos os credores e demais interessados de tudo o que
    antecede e ainda:
    O prazo para a reclamao de crditos foi fixado em 30 dias. O requerimento
    de reclamao de crditos deve ser apresentado ou remetido
    por via postal registada ao administrador da insolvncia nomeado, para
    o domiclio constante do presente edital (n. 2 artigo 128. do CIRE),
    acompanhado dos documentos probatrios de que disponham. Mesmo
    o credor que tenha o seu crdito por reconhecido por deciso definitiva,
    no est dispensado de o reclamar no processo de insolvncia (n. 3 do
    Artigo 128. do CIRE).
    Do requerimento de reclamao de crditos deve constar (n. 1 do
    artigo 128. do CIRE):
    A provenincia do(s) crdito(s), data de vencimento, montante de
    capital e de juros;
    As condies a que estejam subordinados, tanto suspensivas como
    resolutivas;
    A sua natureza comum, subordinada, privilegiada ou garantida, e,
    neste ltimo caso, os bens ou direitos objeto da garantia e respetivos
    dados de identificao registral, se aplicvel; Tribunal do Comrcio de
    Vila Nova de Gaia
    A existncia de eventuais garantias pessoais, com identificao dos
    garantes;
    A taxa de juros moratrios aplicvel.
    designado o dia 05 -03 -2012, pelas 10:45 horas, para a realizao da
    reunio de assembleia de credores de apreciao do relatrio, podendo
    fazer -se representar por mandatrio com poderes especiais para o efeito.
    facultada a participao de at trs elementos da Comisso de Trabalhadores
    ou, na falta desta, de at trs representantes dos trabalhadores
    por estes designados (n. 6 do Artigo 72. do CIRE). Da presente sentena
    pode ser interposto recurso, no prazo de 15 dias (artigo 42. do CIRE), e
    ou deduzidos embargos, no prazo de 5 dias (artigo 40. e 42 do CIRE).
    Com a petio de embargos, devem ser oferecidos todos os meios
    de prova de que o embargante disponha, ficando obrigado a apresentar
    as testemunhas arroladas, cujo nmero no pode exceder os limites
    previstos no artigo 789. do Cdigo de Processo Civil [alnea c) do n. 2
    do artigo 24. do CIRE]. Ficam ainda advertidos que os prazos pararecurso, embargos e reclamao de crditos s comeam a correr finda
    a dilao e que esta se conta da publicao do anncio.
    Os prazos so contnuos, no se suspendendo durante as frias judiciais
    (n. 1 do artigo 9. do CIRE). Terminando o prazo em dia que os tribunais
    estiverem encerrados, transfere -se o seu termo para o primeiro dia til
    seguinte. Informao Plano de Insolvncia Pode ser aprovado Plano de
    Insolvncia, com vista ao pagamento dos crditos sobre a insolvncia, a
    liquidao da massa e a sua repartio pelos titulares daqueles crditos
    e pelo devedor (artigo 192. do CIRE). Podem apresentar proposta de
    Plano de Insolvncia o administrador da insolvncia, o devedor, qualquer
    pessoa responsvel pelas dvidas da insolvncia ou qualquer credor ou
    grupo de credores que representem um quinto do total dos crditos no
    subordinados reconhecidos na sentena de graduao de crditos ou, na
    falta desta, na estimativa do Sr. Juiz (artigo 193. do CIRE).

  2. No Tribunal do Comrcio de Vila Nova de Gaia, 1. Juzo de Vila
    Nova de Gaia, no dia 13 -01 -2012, pelas 08,30 horas, foi proferida
    sentena de declarao de insolvncia do(s) devedor: Telo Sistemas
    Anti -Incndio, L.da, NIF 503076449, Endereo: Rua Padre Antnio
    Ribeiro da Silva, 260, Cave, Esquerdo, Maia, 4470 -245 Maia, com
    sede na morada indicada.
    So administradores do devedor: Aurlio Carlos Telo da Fonseca,
    estado civil: Desconhecido, Endereo: Rua Dr. Antnio Martins da
    Costa Maia, 84, 3. Esq. Frt., Moreira da Maia, 4470 -568 Maia e, Pedro
    Jos Costa Telo da Fonseca, estado civil: Desconhecido, Endereo:
    Rua A, N. 56, Urbanizao da Boua Grande, 4470 -719 Vila Nova da
    Telha Maia, a quem fixado domiclio na(s) morada(s) indicada(s).
    Para Administrador da Insolvncia nomeada a pessoa adiante identificada,
    indicando -se o respetivo domiclio. Dra. Maria Margarida de
    Almeida e Silva, Endereo: Rua de Santa Catarina, N. 391, 4. Esq.,
    Porto, 4000 -451 Porto.
    Ficam advertidos os devedores do insolvente de que as prestaes a
    que estejam obrigados, devero ser feitas ao administrador da insolvncia
    e no ao prprio insolvente.
    Ficam advertidos os credores do insolvente de que devem comunicar
    de imediato ao administrador da insolvncia a existncia de quaisquer
    garantias reais de que beneficiem.
    Declara -se aberto o incidente de qualificao da insolvncia com carter
    pleno [alnea i) do artigo 36. do CIRE]. Para citao dos credores
    e demais interessados correm ditos de 5 dias.
    Ficam citados todos os credores e demais interessados de tudo o que
    antecede e ainda:
    O prazo para a reclamao de crditos foi fixado em 30 dias. O requerimento
    de reclamao de crditos deve ser apresentado ou remetido
    por via postal registada ao administrador da insolvncia nomeado, para
    o domiclio constante do presente edital (n. 2 artigo 128. do CIRE),
    acompanhado dos documentos probatrios de que disponham. Mesmo
    o credor que tenha o seu crdito por reconhecido por deciso definitiva,
    no est dispensado de o reclamar no processo de insolvncia (n. 3 do
    Artigo 128. do CIRE).
    Do requerimento de reclamao de crditos deve constar (n. 1 do
    artigo 128. do CIRE):
    A provenincia do(s) crdito(s), data de vencimento, montante de
    capital e de juros;
    As condies a que estejam subordinados, tanto suspensivas como
    resolutivas;
    A sua natureza comum, subordinada, privilegiada ou garantida, e,
    neste ltimo caso, os bens ou direitos objeto da garantia e respetivos
    dados de identificao registral, se aplicvel; Tribunal do Comrcio de
    Vila Nova de Gaia
    A existncia de eventuais garantias pessoais, com identificao dos
    garantes;
    A taxa de juros moratrios aplicvel.
    designado o dia 05 -03 -2012, pelas 10:45 horas, para a realizao da
    reunio de assembleia de credores de apreciao do relatrio, podendo
    fazer -se representar por mandatrio com poderes especiais para o efeito.
    facultada a participao de at trs elementos da Comisso de Trabalhadores
    ou, na falta desta, de at trs representantes dos trabalhadores
    por estes designados (n. 6 do Artigo 72. do CIRE). Da presente sentena
    pode ser interposto recurso, no prazo de 15 dias (artigo 42. do CIRE), e
    ou deduzidos embargos, no prazo de 5 dias (artigo 40. e 42 do CIRE).
    Com a petio de embargos, devem ser oferecidos todos os meios
    de prova de que o embargante disponha, ficando obrigado a apresentar
    as testemunhas arroladas, cujo nmero no pode exceder os limites
    previstos no artigo 789. do Cdigo de Processo Civil [alnea c) do n. 2
    do artigo 24. do CIRE]. Ficam ainda advertidos que os prazos pararecurso, embargos e reclamao de crditos s comeam a correr finda
    a dilao e que esta se conta da publicao do anncio.
    Os prazos so contnuos, no se suspendendo durante as frias judiciais
    (n. 1 do artigo 9. do CIRE). Terminando o prazo em dia que os tribunais
    estiverem encerrados, transfere -se o seu termo para o primeiro dia til
    seguinte. Informao Plano de Insolvncia Pode ser aprovado Plano de
    Insolvncia, com vista ao pagamento dos crditos sobre a insolvncia, a
    liquidao da massa e a sua repartio pelos titulares daqueles crditos
    e pelo devedor (artigo 192. do CIRE). Podem apresentar proposta de
    Plano de Insolvncia o administrador da insolvncia, o devedor, qualquer
    pessoa responsvel pelas dvidas da insolvncia ou qualquer credor ou
    grupo de credores que representem um quinto do total dos crditos no
    subordinados reconhecidos na sentena de graduao de crditos ou, na
    falta desta, na estimativa do Sr. Juiz (artigo 193. do CIRE).
    19 -01 -2012. A Juza de Direito, Dr. Isabel Maria A. M.
    Faustino. O Oficial de Justia, Lucinda Cirne Patacas.

  3. e ainda a caravana vai no adro! a APSEI ainda nos atingiu os objectivos dos cavalheiros, trata-se mesmo de uma trupe, veja-se o grupinho….Telo, Soreto e namorada, pequito, augusto enfim TRUPE SAO TODOS FRUTA DO CHAO, DAI O TELO ESTAR PRESENTE

  4. APSEI -ASSOCIAO PORTUGUESA DE SEGURANA ELECTRONICA E INCENDIOS UM ANTRO DE CHULOS, VIGARISTAS E OPORTUNISTAS, PESSOAS COMO O TELO E O SORETO DA SINALUX SAO PERSONNAS NON GRTAS…O SORETO AT PROTOCOLOS PAGOS PELA APSEI FAZ COM A FAMILIA A SOBRINHA MAIS CONCRETAMENTE E AS EMPRESAS ASSOCIADAS PAGAM TUDO.

  5. J agora sabem se a empresa TELO-Sistemas Anti-Incndio, Lda ainda existe, pois tem dvidas judiciais e no pagam aos credores.
    de lamentar que se exponham tais intervenes pessoais, mas o que FACTO que esta sociedade devedora e executada em processos judiciais, e nunca se pronunciam aps conhecimento.
    Qualquer resposta de interesse podem sempre enviar-me, mas preciso salientar que esta sociedade no so bons pagadores, isto sim um facto.

  6. Caros Senhores
    Conheci o Sr Telo era ainda eu um miudo e sempre tive e continuo a ter a maior das consideraes por ele.A empresa onde cresci em Braga foi e ainda fornecedor deste senhor a mais de 25 anos, desde o tempo da Safo extintores e sempre foi uma pessoa muito querida e amigo, com um nivel de educao e simpatia acima da mdia e excelente profissional e em mais de 25 anos nunca ouve nada de negativo a apontar sua conduta. Portanto tenho que concluir que o individuo que lanou estas calunias, alem de inculto, deve ser muito parvo. No se atenta assim contra o bom nome das pessoas.
    Um grande bem haja para o Sr.Telo da Fonseca.

  7. Boa tarde, fiquei indignado quando no meu (Surf pela net) encontrei este tpico a dizer mal da Telo Spark off, mais indignado fiquei quando vi os comentarios deste sr. (que de Sr. no deve ter nada)
    Estagiei na Telo Spark off durante 2 meses, posso garantir a todos que hoje em dia contam-se pelos dedos as empresas que tratam e respeitam os clientes como o sr. Telo e nomeadamente todos os funcionarios e filhos o fazem, tem um atendimento super personalizado e so pessoas correctas, aconselho vivamente a todos os que tenham negcios na rea a visitar esta empresa.
    No tenho nada a ganhar com este meu comentrio at porque estou empregado numa empresa que nada tem a ver com esta rea, mas fiquei revoltado com os comentrios deste fulano que de maneira nenhuma correspondem a verdade.
    P.S. Acho triste que este tipo de comentrios seja postado por um qualquer borra botas sem que haja qualquer tipo de super viso ou control para mim este site a funcionar assim s perde credibilidade j que qualquer um pode postar aquilo que lhe apetece mesmo que no corresponda a verdade.
    Cump. Daniel Pereira

  8. Boa Tarde meus caros senhores,

    Aps a leitura dos comentrios de V. Exas, venho questionar os Senhores do motivo e das Provas para fundamentar tais acusaes contra uma pessoa de bem e que muito certamente no fez nem um quinto das calunias que os Senhores levantaram.

    Assim sendo e com todo o respeito agradeo que desmintam todos os ditos em relao a Uma Pessoa que tem Carisma e Bom senso.

  9. POIS…
    Tanto o Telo (dono da APSEI) como a prpria APSEI so um antro do pecado.
    faz como eu te digo mas nao faas como eu fao.
    Falar falar em especial quuem tem esse dom ou artimanha como o caso.
    mas mais!
    todos ao servio da sinalux/apsei e do rui soreto

  10. toda a vida souve que a familia telo da fonseca so pessouas de bem gostom de fazer o trabalho que le pagem e que le digom obrigada sera que le pagaste toma tino na lingua

  11. Carssimo, eu ja trabalhei com a empresa que menciona, e ao contrrio da sua opinio, deixe-me dizer-lhe que os tenho como sendo pessoas de bem. O Sr. Telo da Fonseca (pai) um homem de uma ateno e de uma formao como h poucos. Ao contrrio do Sr., no me parece que fosse pessoa para vir enxovalhar ningum para a internet ANONIMAMENTE. Se de facto tem alguma questo ou diferendo com a empresa acima citada, IDENTIFIQUE-SE e deixe-nos tambm tomar conhecimento dos motivos da sua insatisfao. Esta uma pgina criada para se exporem reclamaes e no de m lingua. Agradeca o seu esclarecimento.

    Cumps.,

  12. Boa Noite

    Caro amigo gostava de saber se for possivel o mutivo que o leva a dizer mal dessa empresa do Sr. Telo da Fonseca.

    Eu ja trabalhei na FAMAFOGO EM FAMALICO e so grandes artistas no pagao a niguem nem aos funcionarios que esto com eles em tribunal nem a fornecedores esto a ficar sem clientes porque nao tem tecnicos em competentes que andam com carto a dizer tecnico formado pela APSEI e no pasa de um tecnico de merda que faz manuteo a extintores de AREIA OBRIGADO POR TUDO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *