TMN Avaria de Telemóvel

No dia 06/10 após uso do meu telemóvel, notei que o mesmo estaria mais quente que o habitual. Estranhando o facto e o receio de tal situação, decidi pô-lo de lado. Algum tempo depois quando necessitei de o usar reparo que o ecrán estava na sua metade superior de cor verde translucida, ficando o restante normal.

Pensado que seria algo de alguma má configuração, decidi reiniciar o telemóvel. Ao fazê-lo noto que o tom verde se mantinha, e que existiria uma mancha cinza escura translucida no ecrán e várias pintas ao longo de todo o ecrán que no fim do dia alastraram-se até que este ficou todo negro.

Ficando preocupado com o que sucedeu dirigi-me à loja Pt Blue Store do CC Aqua em Portimão, que informou-me que não possuiam serviços técnicos, pelo que deveria dirigir-me a outra loja. Decidi activar o serviço SOS Telemóvel Telefónico, fazendo uso ainda do meu telemóvel, pelo que apesar das manchas ainda funcionava e ainda se via bem os menús. No dia 09/10 veio um estafeta da TMN levantar o equipamento, tendo sido o próprio a embalar o mesmo e colocá-lo numa caixa de cartão com o logotipo da TMN.

Fui avisado que os serviços de raparação tendencialmente complicam as coisas e alertaram-me para dar conhecimento de tudo à Provedoria do Cliente da PT. Assim o fiz.

Na semana seguinte fui contactado pela TMN que me informou que após perícia técnica existiam vestígios de mau uso e o ecrán estaria partido e pelo que a TMN não activaria a garantia. Fiquei desolado e atónito com a informação prestada, pois o meu telemóvel nunca foi vítima de mau uso, e nem um risco teria, muito menos o ecrán estaria partido, nem tal coisa me teria passado pela cabeça.

Protestei, com e-mails, telefonemas por todos os meios possíveis, mas não serviu de nada. Apresentaram-me um orçamento de 154€ + IVA, e se não aceitasse o equipamento seria devolvido sem qualquer intervenção.

Recusei pois aceitar o orçamento era dar-me como culpado. Tentei falar com a TMN e com ao Provedoria da PT no mesmo dia, mas nunca o consegui pois se por um lado não passava dos Assistentes de Call Center, por outro lado não obtinha resposta da Provedoria do cliente.

No fim do dia, recebo um e-mail, a informar-me que o equipamento seria devolvido, na ausência de resposta e dificuldade em por-me em contacto com alguém com poder de decisão, vi-me obrigado a aceitar o orçamento e pedi ao Assistente que colocasse em observação que aceitaria o orçamento porque não tinha outra alternativa, dado a dificuldade em falar com alguém sem ouvir a frase “está em análise aguarde contacto”, e que desta forma senti-me coagido pelas circunstâncias a aceitar.

Portanto, aceitei a reparação com a devida ressalva e imediatamente, efectuei nova reclamação à TMN e à Provedoria do Cliente PT.

Até á data de hoje, 3 semanas passadas, nunca fui contactado a respeito de todas as reclamações que efectuei onde informava que não teria infligido qualquer dano ao telemóvel e que este não possuia vestigios de mau uso, tendo 2 meses de “vida”, e que nem um risquinho teria e muito menos um ecrán partido à data da entrega do mesmo ao estafeta da TMN.

Nunca me foi dada hipótese, pois fui sempre ignorado. Na semana seguinte sou contactado por alguém que me pede dados, principalmente o e-mail para proceder ao envio do relatório técnico e provas fotográficas… isto creio que a 14/10.

Até à data não recebi nada, e estamos a 2 de Novembro.

Insisti várias vezes com vários e-mails e fax, possuo relatórios de entrega e leitura, tanto da TMN como da Provedoria da PT, mas nunca obtive um feedback.

Continuam a culpar-me de ser o responsável pela avaria e descredibilizam os meus argumentos ignorando-os.

Farto de ausência de informação e resposta à minha reclamação, no dia 30/10 ligo novamente à TMN para saber se exisitira alguma informação sobre o assunto, para meu espanto fui informado que o telefone já estava reparado e pronto para ser enviado. Não me teriam informado sobre isso. Fiquei a saber por mero acaso.

Agendou-se a entrega do mesmo para o dia 02/11 entre as 9h/13h, com a ressalva que iriam facturar a reparação conforme orçamento.

No dia seguinte, dia 31/10 sou contactado a informar que se confirmava o agendamento da entrega para dia 02/11.

Hoje, dia 02/11 esperei, mas o estafeta não apareceu, e o telefone não foi entregue. Este serviço é ma custo do cliente no valor de 20.91€.

Liguei á TMN, fui mal atendido, com arrogância e prepotência, e foi-me dito que como teria pedido a entrega das peças antigas, que decidiram cancelar a entrega no dia 31/10. Não fui informado deste cancelamento e perdi uma manhã inteira para nada fechado em casa, e cujo o dia teria sido um dia de férias colocado justamente para este efeito.

Foi dito pelo assistente que por ter sido feriado no dia 01/11 e dada a lista de espera não existiu a possibilidade de me avisar. O certo é que existe aqui algo que não funciona, parece-me a mim que evitam contactar-me.

Hoje, decidi reclamar novamente à TMN e à Provedoria do Cliente, a informar a mesma coisa, algo que já fiz muitas vezes, de que não aceito ser culpabilizado de algo que não fiz e que não é verdade, independentemente do que a perícia técnica afirma.

Não posso aceitar que me acusem injustamente, não posso aceitar que ignorem a sintomatologia apresentada por mim, não posso aceitar porque tudo o que digo é a mais pura verdade. Sinto que sou visto como mentiroso ou como alguém que quer tirar vantagem desta situação.

Afirmo o que disse inicialmente à TMN e Provedoria, por várias vezes: Continuo a informar-vos de que não infligi qualquer dano ao meu telemóvel.

E reitero novamente que discordo de todos os pareceres técnicos, independentemente do que possa constar no relatório técnico.

Sendo que baseiam-se e citando as vossas palavras “na eventualidade de…”, portanto suposições e sem certezas, na acusação que proferem.

Como tal, aguardo que o façam em tempo útil designado na lei e cumpram a mesma.

Irei lutar para que me seja dado o direito de activar a garantia e se o ecrán internamente estalou é porque já teria essa fragilidade de início, um telefone supostamente deve ter resistência quando não têm mau uso.

Irei fazer uso do meu direito a substituição do mesmo, EXIJO SUBSITUIÇÃO DO MEU EQUIPAMENTO.

Este Equipamento avariou de forma estranha, e a forma como aconteceu é algo que a meu ver não me oferece segurança. Agora é uma questão de principio.
Obrigado.

Twitter Digg Delicious Stumbleupon Technorati Facebook


Deixa um comentário