GHV – Grupo Hospital Veterinário de Almada

Venho desta forma, apresentar uma reclamação / queixa e descontentamento, em nome de Eudardo Peres. Que mesmo que não venha a ter qualquer efeito legal, pretende que fique registado e que sirva de alerta para outras pessoas que possam estar na mesma situação ou para que não venham a passar por isso.

CASO de Eduardo Peres:
Após detectar que o meu gato, de nome Kzar, respirava com dificuldade e não sendo profissional de medicina veterinária fui por isso, procurar ajuda profissional.

Para tal, dirigi-me à clínica veterinária AMORAVET, situada na morada: Rua Rodrigues Lapa, 14-B – R/C – Qta. do Batateiro ATALAIA – 2845-132 AMORA, que tem ligação ao GHVA – Grupo Hospital Veterinário de Almada.

Dirigi-me a esta clínica, porque devido à minha profissão não me sobra muito tempo para andar de um lado para o outro e sendo perto da minha residência pareceu-me a melhor opção, para conjugar o tratamento do meu gato com a minha disponibilidade para conseguir assim tratar dos assuntos referentes ao mesmo.

Embora já lá tenha colocado outros gatos e não ter boas recordações desta mesma clínica, resolvi tentar novamente pelas razões acima referidas, na esperança que desta vez tudo corre-se como deveria correr.

Com o caso do Kzar, vim infelizmente a confirmar aquilo que me tinha acontecido nos anteriores casos, ou seja, a única coisa que importa para este hospital não são os animais, mas sim, os valores exorbitantes que podem conseguir dos donos dos mesmos.

Tudo começa com a ida à 1ª consulta após detectar que o gato está com um problema de saúde. Paga-se consulta e exames (que podem ir de 30€ a 60/70€) para descobrir qual o problema para depois tratar. Até aí tudo normal, paga-se e depois passaremos ao que haverá a fazer.

DESCOBERTO o problema, explicam-me o que é e que para o RESOLVER, tem de se operar o gato, onde o mesmo até poderia vir a falecer. Pedi-lhes valores para saber com o que poderia contar e me orientar nas minhas contas. Então eles apresentam-me um ORÇAMENTO, (sem me dar qualquer documento comprovativo do mesmo) em que me dizem apenas os seguintes dados: Operação fica entre os 250€/300€ e anestesia são 30€, que têm de ser pagos já. Sem grandes hipóteses e na esperança que o gato sobrevivendo à operação ficaria bom. Aceito e autorizo a operação.

Devo dizer que pelo valor dado, a pessoa até não se assusta muito, aceita logo e deixa lá o animal sem sequer hesitar, o que nos faz até pensar que já que o gato lá está nem vale a pena demorar mais tempo e procurar noutro lado outros valores ou segundas opiniões.

Os valores dados de inicio são feitos de tal forma que no meu caso considerei um verdadeiro “engodo” fazendo-me deixar e ir lá deixando o meu gato Kzar.

A forma como fazem para se ir deixando lá o animal a fazer coisas atrás de coisas sem recusarmos:
GARANTEM-nos um valor de inicio, OMITINDO o verdadeiro valor, ou até onde este pode chegar, ou seja, dizem apenas o essencial.

Quando lá aparecemos preparados para pagar o que temos em divida, apresentam-nos contas que por incrível que pareça, eram sempre o dobro ou triplo do que nos tinham apresentado (muitas vezes apresentado no dia antetior) e falo de valores nunca abaixo do 70€.
De dia para dia, cada vez que telefonavam cobravam valores atrás de valores, ao que respondia: “então, mas eu paguei ontem 60€ e hoje estão a pedir-me mais 70€? O que mudou de hoje para ontem, de há 3 dias para hoje?”

Como não percebo nada de medicina veterinária, lá me iam justificando as imensas coisas que supostamente aplicavam ao ou faziam ao gato.

O Kzar foi forte e sobreviveu à operação, depois da qual, quando estáva a pagar dizem-me que na mesma encontraram outra coisa no KZAR e que precisam fazer exames a isso para o poderem curar (mais 60/70€), autorizei.

(ATENÇÃO: Sem pagamentos, não realizam nem avançam com nada, mesmo que o animal precise.)

Levo o gato para casa até terem os resultados, desse último exame que supostamente seria conclusivo. O gato na 3ª noite em casa passa mal, telefono para as urgências deste hospital (onde foi operado) para saber se o devo levar logo para lá pois estáva com receio que não aguentásse até ao dia seguinte. A 1ª coisas me dizem: “Se trouxer o animal agora aqui vou cobrar a consulta de urgência.” (Olhem o interesse no estado de um naimal que foi lá operado?) O Kzar aguenta até ao dia seguinte.

Chegado à consulta, tenho “boas noticias”. Decobriram o que causa o problema no Kzar (que pelos visto nem tinha a ver com o que foi operado) e que começando os devidos cuidados e tratamentos ficará bom.
Peço os valores verdadeiros e dizem-me: 65.30€ (1a coisa para a drenagem do liquido causado por 2as bactérias) 2.50€ para o medicamento injectável, pagos nesse mesmo dia. Diária: 2.50€ medicamento, 2.50€ comida, 7.50€ se fosse outra coisa qualquer, 20/30€ anestesia (mas que em atenção a já termos tido lá outros animais, iam ver o que podiam fazer para não se pagar muita coisa). Estáva mesmo a contar que após isto o KZAR ia ficar bom, pois tinham encontrado o problema.

Uma semana depois, vou lá pagar mais 73.??€ pelas diárias ou internamento (já nem sei) e paguei.

Dois dias depois pedem-me para lá ir e apresentam mais uma conta de 144.??€. falam-me que talvez o melhor fosse dar 1a INJECÇÃO ao KZar para o fazer “dormir”… Nesse mesmo dia, ao final da tarde quando lá vou novamente para discutir as contas e saber o verdadeiro estado do meu gato KZAR e depois de muito me enervar… dão-me a noticia: “o KZAR, faleceu.”

Perguntei: “faleceu de quê?”
Resposta: “Não sabemos ao certo.”
Paguei não sei para quê e pelos vistos eles também não.

Sei que não vou ganhar compensações de género algum relatando aqui o meu caso e o meu KZAR, já morreu mesmo.
Portanto nem estou aqui para ele ter um tratamento melhor.

Apenas relatei o caso, pelas razões referidas de inicio, para declarar a minha revolta, para que esta instituição seja penalizada de alguma forma pela sua falta de clareza em todos os aspectos e para que de alguma forma em memória do Kzar ajudar outros animais a não caírem nas “garras” deste hospital, onde só conta o dinheiro.

Espero mesmo que as entidades referentes a estes assuntos, venham a inspeccionar tudo o que eles fazem. Pois algo se passa neste hospital e não é bom.