Odisseias – Recibo Desleal e Inexacto!

Venho por este meio denunciar esta empresa que tanto conquistou espaço e consideração em Portugal para agora se mostrar desonesta.

A queixa que venho expor arrasta-se já há meses, comprei junto da Odisseias um produto, fiz a encomenda pelo site no dia 12 de Julho, o produto demorou mais do que os 7 dias indicados por eles a chegar a casa mas chegou, funcionava embora não estivesse muito satisfeita com a qualidade do mesmo, pois é uma daquelas coisas made in China.

Mas mantive o produto e dei uso, e num email indicaram que eu podia pedir recibo e que bastava enviar um email para o email geral da empresa a pedir este.

Assim fiz dia 3 de Agosto, recebi um email automático a avisar que iam tentar ser breves na resposta, dia 6 de Agosto recebo outro email a avisar que era necessário o numero de contribuinte, ao qual enviei logo uma resposta com o mesmo, e recebo mais uma resposta dia 7 agosto a avisar que iam proceder à emissão do mesmo.

Passou-se 1 mês e nada de recibo, dia 3 de Setembro envio um email a perguntar pelo dito recibo, mais um email automático a nada sobre o recibo. Dia 5 de Setembro recebo um email de um senhor Paulo Vaz com o suposto recibo, mas ao abrir este PDF verifico que não é recibo algum mas uma simples folha a indicar que a Odisseias recebeu a quantia X do cliente Y, eu, sem qualquer indicação do produto!

Nada de nada, somente o nome da companhia, morada, contribuinte, etc, os meus dados, e a indicação “Recebemos de V. Exas. a quantia de 39,90€ (Trinta e nove euros e noventa cêntimos)”. Imediatamente respondi ao email a contestar este “recibo”, que eu saiba um recibo tem que ter a descrição do produto, dia em que foi adquirido e mais pormenores relativamente ao produto.
Recebo no mesmo dia outro email de Paulo Vaz a indicar que aquela folha de papel é o recibo final que serve como garantia tanto para o fornecedor como para a Odisseias, volto a responder a contestar, pois é uma situação ridícula, se eles se dispõem a passar recibos porque não o fazem… Pois considero que estão a tentar enganar-me pois uma folha de papel sem a descrição do produto não serve como garantia para este. Não obtive qualquer resposta até ao presente dia 3 de Outubro.

Sinto-me injustiçada e gozada, eu como cliente conheço os meus direitos e exijo um recibo verdadeiro do produto VERDADEIRO que adquiri.
Tânia Santos